2009: adaptações

A partir de hoje entra em vigor as novas regras do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. Escritores e editoras já estão se adaptando desde o ano passado para acompanhar as mudanças. que para os brasileiros, deverão está incorporadas até 2012. As editoras, revisando e reeditando livros didáticos e dicionários, em princípio, e os escritores revisando suas obras em andamento ou modificando a forma de escrever suas novas obras. O acordo foi elaborado há 18 anos e finalmente entra em vigor para unificar a ortografia nos sete países que integram a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). O Brasil será o primeiro a adotar oficialmente as novas regras. Para o escritor Jorge Antônio Ribeiro da Silva, a mudança acarretará um trabalho considerável aos autores, que terão de se adaptar às regras novas de grafia, mudar e acrescentar itens. “Os escritores terão que revisar toda a obra que já está escrita. O autor que não está vinculado a uma editora terá que fazer a revisão por si. A partir de então já buscaremos respeitar o novo código em nossas postagens.


* Agência Brasil Que Lê, 22/12/2008, por Flávia Albuquerque; site terra: educação.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

20 + 1 livros de contos da literatura brasileira indispensáveis

Carolina Maria de Jesus, a escritora que catava papel numa favela

José Saramago e As intermitências da morte

Visões de Joseph Conrad

Cecília Meireles: transcendência, musicalidade e transparência

Sor Juana Inés de la Cruz, expoente literário e educativo do Século de Ouro espanhol

Ensaios para a queda, de Fernanda Fatureto

A melhor maneira de conhecer o ser humano é viajar a Marte (com Ray Bradbury)

Não adianta morrer, de Francisco Maciel

Boletim Letras 360º #246