Sobre literatura e seus usos práticos

Por Pedro Fernandes

É esse o nome do minicurso que ministrarei por ocasião do VII Colóquio Nacional de Professores de Metodologia do Ensino de Língua Portuguesa e de Literatura (VII CMELP), entre os dias 12 e 13 de agosto próximo. A ideia para elaboração deste trabalho surgiu quando de uma disciplina cursada no Mestrado e evidentemente da leva de produções colocadas no lastro das discussões sobre o tema hoje. O minicurso estará dividido em duas sessões de 4h cada cujo debate deverá circular em torno de dois grandes temas relacionados sobre questão da relação literatura-ensino. Não será um cardápio de como se ensinar literatura porque ao meu entender uma pedagogização da literatura é ato falho, assim como também não deverá ser roda de conversa para lamentações acerca dos rumos a que a disciplina Literatura tem tomado. Espera-se conduzir as discussões por questões mais amplas que estas, questões que tenham a ver com a relação entre Literatura e materialidade vivida e do entendimento geral desse fenômeno de crise porque atravessa o uso do texto literário.  O minicurso se volta àquele uso corriqueiro que leva em consideração o sentido de “manipulação” do texto literário; sobretudo do texto literário enquanto matéria de estudo nos cursos de graduação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os segredos da Senhora Wilde

Os mistérios de "Impressão, nascer do sol", de Claude Monet

Os melhores de 2018: poesia

Andorinha, andorinha, de Manuel Bandeira

Treze obras da literatura que têm gatos como protagonistas

Em busca da adolescente que abriu caminho a Virginia Woolf e Sylvia Plath

Desta terra nada vai sobrar, a não ser o vento que sopra sobre ela, de Ignácio de Loyola Brandão