Postagens

Mostrando postagens de Abril 20, 2010

A maior flor do mundo, de José Saramago

Imagem
Por Pedro Fernandes Não tenho muito o que falar sobre livros para crianças. E por um motivo apenas: não fui uma criança leitora. Meus pais mal tinham condições de por comida dentro de casa, livro, então, foi sempre um produto de luxo. Além de que, semi-analfabetos, um livro nunca lhes fez nada e nunca lhes faria nada. Depois, as escolas pelas quais passei, essas é que poderiam ter me incentivado à leitura, nunca sequer souberam o que era uma biblioteca, coisa que eu só vim saber na adolescência quando fui para a cidade e entrei num cômodo velho invadido por alguns clássicos da literatura nacional e uma centena de Best-Sellers desses que já vem com um enredo pré-fabricado antes mesmo da sua composição. Os livros infantis que vim ler foram na adolescência para a fase adulta. Li poucos, é verdade. E dos poucos que li, está, por ossos do ofício, A maior flor do mundo , de José Saramago, publicado no Brasil pelo selo para publicações infantis da Companhia das Letras. A edição b