Postagens

Mostrando postagens de Abril 20, 2012

Ler a Odisseia (Parte II)

Imagem
"o amor ocidental deve muito aos mitos de sua formação como Tristão e Isolda ou Romeu e Julieta , mas antes deles não há como esquecer do amor entre Penélope e Ulisses" Já disse alguém, e não terá sido o primeiro, que Homero é um mistério, um enigma. Nada se sabe sobre sua vida e, o pouco que se sabe é um rol de possibilidades. Entretanto, a Odisseia juntamente com a Ilíada , duas das mais importantes obras da literatura ocidental, são-lhe atribuídas. Se resumíssemos as poucas mais de quatro centos de páginas (isso tomando a edição que tenho, a publicada pela Editora 34) diríamos tão somente que é a história de um homem que volta à sua casa depois de uma grande viagem. No território das suposições acredita-se que os dois textos homéricos sobreviveram à larga somente através da oralidade dos bardos até que fossem escritos.  Esse movimento da oralidade terá feito com que muito tenha se perdido e muito tenha se acrescentado? Evidentemente. Se a Bíblia, consid