Boletim Letras 360º #14



"Alma de côrno", um dos cinco sonetos inéditos de Fernando Pessoa publicados na Revista Granta em Portugal. Imagem: Jornal Folha de São Paulo.

Semana movimentada na nossa página no Facebook. Alcançamos os 4 000 seguidores e ultrapassamos a marca e, lógico, ficamos muito felizes com  isso. Estamos preparando muitas novidades para o blog – e todas elas levam em consideração esse reconhecimento que vimos alcançando. É tarefa nossa evoluirmos e melhorar, sempre, a qualidade de nossos serviços. Afinal, mais de 4 000 gostam de nós e nós gostamos de muito mais. Agora, um giro pelo que foi notícia por lá nesta semana que finda aqui.


Segunda-feira, 20/05

>>> Brasil: Texto inédito de Graciliano Ramos volta-se para a questão do cangaço no Nordeste brasileiro

Num texto redigido para o jornal Valor, a professora de Literatura Brasileira da Universidade de São Paulo, pesquisadora da obra de Graciliano Ramos e autora de Graciliano Ramos e a novidade: o astrônomo do inferno e os meninos impossíveis comenta acerca da descoberta recentemente na hemeroteca digital da Biblioteca Nacional do texto "Dois Irmãos". O artigo de Graciliano Ramos inédito em livro foi publicado em Diretrizes em setembro de 1938, um mês e alguns dias depois de terem sido decapitados Lampião, Maria Bonita e cangaceiros do seu bando. O texto integra uma série de escritos em que o romancista reflete sobre problemas do Nordeste, do Brasil e da civilização a partir da questão do cangaço: "Lampião", "Virgulino", "Cabeças", "O Fator Econômico no Cangaço", "Dois Cangaços", "Antônio Silvino", "Corisco" e "Desordens". “Dois irmãos” é também posterior à prisão de Graciliano (1936), como os demais textos mencionados, e chama a atenção para as "chuvas de notícias sangrentas" que vinham do Nordeste em 1938; trata o problema da seca na região, aponta para o fator econômico e político, fonte de violência e compreende e a estrutura social fincada em desigualdades.  O texto da professora detalhando a descoberta pode ser lido na íntegra no site do jornal por aqui.


>>> Brasil: Caravana de escritores portugueses visitou esta semana o Brasil

Divulgamos no início do mês a vinda de Ana Luiza Amaral, Gastão Cruz, José Luis Peixoto, Lídia Jorge, Patrícia Reis e Rui Zink e Inês Pedrosa para uma sessão de "Vozes da Literatura Portuguesa" na Biblioteca Mário de Andrade em São Paulo. Além desse encontro, o evento idealizado pela Casa Fernando Pessoa segue sua itinerância por outros lugares do Brasil. Em São Paulo, por exemplo, além da sessão na BMA, houve uma sessão no SESC Consolação com presença de Gastão Cruz, José Luis Peixoto, Lídia Jorge e Inês Pedrosa. Depois a caravana seguiu até Porto Alegre (RS), na PUC-RS e no Instituto Estadual do Livro. O  último encontro acontece hoje, 25/05, no Rio de Janeiro, na sede Instituto Moreira Salles. O IMS aproveita a ocasião para a realização do 2º Festival de Cinema Português, sobre o qual comentamos no boletim de sábado passado.

>>> Estados Unidos: A vida de J. D. Salinger vai se tornar filme

A notícia divulgada por esses dias dá contas de que Shane Salerno, que ficou conhecido por roteirizar trabalhos como Alien vs. predador, está preparando um documentário sobre um dos reclusos mais famosos dos Estados Unidos, J.D. Salinger. Os detalhes são mantidos em segredo seguindo à risca o perfil da vida pessoal do próprio escritor. O filme foi escrito ao longo de nove anos por Salerno, que também dirige e produz o longa, bancado por ele mesmo. Salerno e sua equipe também estão lançando um programa de TV baseado no documentário e já fecharam acordo com a editora Simon and Schuster para publicar um livro chamado A guerra particular de J.D. Salinger.

>>> Brasil: Reedição da obra revela inéditos de Gregório de Matos

A obra do poeta baiano Gregório de Matos será reditada pela Autêntica a partir deste ano. Estão previstos cinco volumes do Boca do Inferno, com versos fixados e anotados por Marcello Moreira e ensaio introdutório e glossário de João Adolfo Hansen, coautor das notas. A obra revelará uma série de textos até agora inéditos guardados na biblioteca da Universidade Federal do Rio de Janeiro.


>>> Brasil: Nova edição de O retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde

Quando O retrato de Dorian Gray foi publicado pela primeira vez em forma de livro, em 1891, era uma versão substancialmente alterada do romance original de Oscar Wilde. Considerado muito ousado para sua época, já tinha sido editado quando publicado em série na revista literária Lippincott’s, em 1890, e depois ainda foi alterado pelo próprio Wilde, que, em resposta às duras críticas, fez sua própria edição para a publicação em livro. Assim, a versão original, tirada do manuscrito de Wilde, nunca havia vindo a público. Nicholas Frankel, professor de Inglês na Universidade de Virginia, teve acesso ao original datilografado de Wilde, revisitando e restaurando o romance como foi pensado originalmente. The Picture of Dorian Gray: An Annotated, Uncensored Edition foi finalmente publicado pela Harvard University Press e agora sai pela Primeira vez no Brasil, pela Biblioteca Azul, da Globo Livros. A tradução de Jório Dauster.


Terça-feira, 21/05

>>> Brasil: Um boom de literatura hispano-americana no Brasil

Chega nessa semana às livrarias os primeiros títulos da coleção "Otra Língua" editados pela Editora Rocco. São nomes que, embora sejam celebrados pela crítica e tenham uma obra robusta ainda permanecem pouco conhecidos no Brasil. A organização ficou nas mãos de Joca Reiners Terron. Os dois primeiros livros são Asco, de Horacio Castellanos Moya – com tradução de Antônio Xerxenesky e apresentação de Adriana Lunardi – e Deixa Comigo, de Mario Levrero – com tradução e apresentação do próprio Joca; como bônus, o livro tem uma autoentrevista de Levrero. Logo mais devem sair Como me tornei freira, de César Aira, com tradução de Angélica Freitas e apresentação de Sérgio Sant'Anna e Os Lemmings e outros, de Fabián Casas, com tradução de Joca Wolff e apresentação de Carlito Azevedo. A coleção deve ter ainda livros de Roberto Arlt, Guadalupe Nettel com tradução de Ronaldo Bressane e apresentação de Juan Pablo Villalobos e outros títulos.

>>> Brasil: Edição com todos os contos de Tolstói

Deve sair em dois anos, quando estará pronto o livro, pela Cosac Naify todos contos de Liev Tolstói. No árduo trabalho da tradução, Rubens Figueiredo que já traduziu o monumental Guerra e paz (falamos sobre o livro aqui). Segundo a editora a nova antologia terá o mesmo impacto que teve o romance, cuja edição capa dura já foi esgotada e o livro foi vencedor em novembro de 2012 do Prêmio brasileiro de excelência gráfica Fernando Pini. Além de Guerra e paz a editora já publicou Anna Kariênina, Ressurreição e vários outros textos do escritor russo.

>>> Brasil: A autora de Frankenstein para crianças

Descoberta na Itália em 1997, Maurício ou a Cabana do Pescador é possivelmente a única obra infantil de Mary Shelley. Escrito dois anos depois de ter terminado o clássico Frankenstein o livro será publicado no Brasil pela primeira vez, ainda neste ano pela Editora Graphia. A narrativa acompanha a história de um garoto que perdeu os pais.

>>> Estados Unidos: O grande Gatsby em LP de luxo

A Third Man Records lançou uma edição limitada da trilha sonora de O grande Gatsby, o novo filme baseado na obra homônima de F. S. Fitzgerald. São discos de vinil, metalizados em ouro e platina em uma embalagem de madeira cortada à laser e com parafusos de alumínio. Tudo montado à mão. Em edição limitada, os LPs duplos serão vendidos por U$ 250 e estarão disponíveis apenas no site da gravadora. Veja aqui um vídeo mostrando como esses discos são confeccionados.


Quarta-feira, 22/05

>>> Portugal: Está on-line a 12ª edição da Revista Blimunda

No dossiê central da revista, textos de Raquel Ribeiro, Germán Santamaría, Embaixador da Colômbia em Portugal, Pilar del Río e Tomás Eloy Martínez, com a primeira crítica a "Cem Anos de Solidão", publicada em 1967, quatro abordagens à vida e obra de Gabriel García Márquez. A Feira Internacional do Livro de Bogotá, que acolheu Portugal como país convidado, e o Festival Literário da Madeira ocupam também lugar de destaque nesta edição, através de textos de Sara Figueiredo Costa. Na secção infantil e juvenil, uma visita à exposição "Clarice Lispector – A hora da estrela", que a Fundação Gulbenkian acolheu no último mês. Partindo desta exposição, Andreia Brites, lê os quatro livros infantis da grande autora brasileira, editados pela Relógio d’Água. Fecha a edição dois documentos fundamentais para um percurso pelo universo literário e intelectual do Prêmio Nobel português. Dois textos de autoria de Carlos Reis e Fernando Gómez Aguilera, lidos na apresentação de A Estátua e a Pedra, inédito de José Saramago, agora publicado pela Fundação que leva o seu nome. A revista está disponível aqui.

>>> Brasil: Nova edição da Revista Cruviana on-line, chamada para a 5ª edição e novos ares para o segundo semestre de 2013

A aparição de sua primeira edição foi em meados de 2011. De lá para cá já foram editadas quatro edições – a última por esses dias – e o editor José de Paiva Rebouças trabalha para a 5ª edição que há de sair durante a IX Feira do Livro de Mossoró que acontece entre 7 e 11 de agosto. Detalhe: a próxima edição será impressa. Por isso, atenção: a convocação para a 5ª edição está aberta até a última semana de junho. Para acessar as edições anteriores e a edição atual e ainda saber como fazer para enviar seus textos, basta acessar o espaço on-line da revista.

>>> Portugal: Encontrado inédito com coautoria de Eça de Queirós

Trata-se da A morte do Diabo, obra humorística coescrita por Eça de Queirós e Jaime Batalha Reis. O arquivo foi encontrado na Biblioteca Nacional de Portugal pela pesquisadora Irene Fialho. Encontrava-se entre o espólio do compositor Augusto Machado. E o texto é absolutamente inédito. A partitura não faz menção ao título nem aos seus autores, mas mostra, alegam os seus estudiosos Irene Fialho, Mário Vieira de Carvalho e José Brandão, uma faceta pouco conhecida de Eça de Queirós, a do verso cômico. A morte do Diabo foi composta em 1896 por Augusto Machado e era até agora apenas conhecida apenas por referências em textos dispersos dos seus libretistas. A Editorial Caminho vai colocar o inédito à venda a partir de 4 de junho, na Feira do Livro de Lisboa e em todas as livrarias.

>>> Suécia: E o Prêmio Nobel de Literatura 2013 vai para...

Não, a Academia Sueca não mudou a data de divulgação do Prêmio Nobel de Literatura, tradicionalmente revelado pelo mês de outubro. Mas, pela primeira vez a Academia entra nos rumores que já começam a se desenhar em torno de um suposto ganhador: divulgou semana passada em seu Twitter que já tem cinco nomes eleitos para a disputa do prêmio final. Os apostadores estão entre o japonês Haruki Murakami, os estadunidenses Don DeLillo, Joyce Carol Oates o Cormac McCarthy, as canadenses Margaret Atwood e Alice Munro e o holandês Cees Nooteboom. Também aparecem bem nas apostas Javier Marías e António Lobo Antunes. Algum palpite?

>>> China: A livraria de leituras proibidas

A livraria People’s Recreation Community oferece aos leitores leituras proibidas: as estantes da categoria de não-ficção são dotadas de títulos que narram os escândalos protagonizados pelos dirigentes do Partido Comunista chinês. La People’s Recreation Community é uma das livrarias de Hong Kong especializada na venda de livros e revistas proibidos pelo governo chinês. Um negoócio próspero porque neste momento da história chinesa muitos dos cidadãos reconhecem já não ter mais confiança em seus líderes.

>>> Polônia: Último livro de Witold Gombrowicz será publicado na Polônia

Gombrowicz nasceu em Varsóvia. Mas antes de completar seus estudos universitários foi para Paris, onde iniciou sua carreira literária; mais tarde foi para Buenos Aires onde morou 24 anos, depois morou em Berlim e voltou para França. Produziu, portanto, uma obra longe de sua terra natal. E somente agora em 2013 é se publica por lá o seu último livro, Kronos, como garantiu a viúva do autor, Rita Gombrowicz. A obra, que é uma espécie de complemento a seu célebre Diário, recorre a sua vida na Polônia, Argentina e em Berlim. No Brasil, poucos são os textos de Gombrowicz publicados: entre os títulos estão Cosmos, Ferdydurke e Pornografia, este o último publicado em 2009.

>>> Brasil: Festa Literária Internacional das UPPs (FLUPP) vai editar três livros em 2013

Depois do sucesso da sua primeira edição no Morro dos Prazeres, em Santa Teresa, Rio de Janeiro, no ano passado, a FLUPP volta turbinada em 2013. O evento principal será realizado em novembro no Centro Cultural Waly Salomão, em Vigário Geral, mas suas atividades já começaram nesta semana com o primeiro encontro da Flupp Pensa 2013, no Morro dos Macacos, em Vila Isabel.  O projeto, que conquistou no ano passado um dos prêmios Faz Diferença, concedido pelo jornal O Globo, promove a formação de leitores e novos autores a partir de debates realizados em comunidades pacificadas, em universidades e na Academia da Polícia Militar D. João VI. Os participantes dos encontros são convidados a produzir textos que são avaliados por uma banca. Ao final da série de atividades, em novembro, serão escolhidos 20 contos e 20 poemas para integrarem duas coletâneas, além de um romance, numa aposta ambiciosa dos organizadores para dar projeção aos narradores da periferia.  No ano passado, foi publicada apenas uma coletânea com 20 textos. O escritor Julio Ludemir, idealizador da FLUPP junto com o escritor e pesquisador Écio Salles, a professora e crítica Heloísa Buarque de Hollanda e o antropólogo Luiz Eduardo Soares, explica que se trata de reconhecer a produção já existente.


Quinta-feira, 23/05

>>> Brasil: Bloomsday 2013

O Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte divulga a programação do Bloomsday 2013. Cursos, lançamento de livros, exposição, mesas redondas, conferências, perfomances, de tudo um pouco na extensa programação que abre no próximo dia 27 de maio e se estende até a data carro chefe do Bloomsday, o 16 de junho. Para princípio, fica a chamada para a segunda edição do Curso de Estudos Irlandeses “Reading Ulysses”. Ministrado pelo professor da University of Ulster, Bruce Stewart, o curso de 30 horas será realizado de 27 de maio a 7 de junho. As inscrições para realização do curso devem ser feitas diretamente via internet através daplataforma SIGAA.

>>> Brasil: Festa Literária Internacional de Paraty divulga programação completa

No ano em que homenageia o romancista brasileiro Graciliano Ramos, a Festa Literária Internacional de Paraty divulgou sua programação completa que, como já vimos acompanhando trará nomes como Milton Hatoum, logo na abertura do evento, Lydia Davis, Randal Johnson, Tamim Al-Barghouti, Cleonice Berardinelli, Aleksandar Hemon, Jon Banville, Maria Bethânia. A programação completa pode ser acessada no site do evento, aqui. A venda de ingressos começa no mês de junho.

>>> Suécia: Brasil será homenageado em Gotemburgo, na Suécia, em 2014

Depois de Frankfurt em 2013 e Bolonha em 2014, o Brasil será destaque em mais uma feira de livros na Europa: a literatura brasileira será o tema da Feira Internacional do Livro de Gotemburgo, na Suécia, em 2014. Em nota, Maria Källsson, Diretora da Feira do Livro, afirmou: "apesar de já termos conhecimento de editoras da América do Sul e do Brasil, essa será a estreia do continente sul-americano como tema na Feira. O Brasil está em uma fase muito importante de desenvolvimento no momento. Vai ser muito interessante oferecer aos nossos visitantes um olhar diferente dessa cultura deslumbrante e desse país em transição".

>>> Brasil: Adélia Prado reunida

Em breve chega às livrarias Reunião de Poesia da poeta Adélia Prado – anunciou a Editora Rocco, responsável pela edição. A antologia reúne 150 poemas selecionados de 7 livros da autora: Bagagem, O coração disparado, Terra de Santa Cruz, O pelicano, A faca no peito, Oráculos de maio e A duração do dia.


Sexta-feira, 24/05

>>> Brasil: Chega a 2ª edição da revista Jandique

Especializada em literatura curitibana, o segundo número da Jandique vem com textos de ficção de diferentes gerações: Luís Henrique Pellanda, Otavio Linhares, Tiago Lima, Leonarda Glück, Luci Collin e Martina Sohn Fischer. Além dos seis textos ficcionais, a edição traz uma entrevista com Rogério Pereira, editor e fundador do jornal Rascunho e diretor da Biblioteca Pública do Paraná, carta opinião da dramaturga e pesquisadora Lígia Oliveira; crítica literária de Alexandre França; fotos de Olívia D'Agnoluzzo; e ilustrações em xilogravura de Frederico Tizzot. 

>>> Brasil: I Encontro Nacional de Estética, Literatura e Filosofia

Já estão abertas as inscrições para o I Encontro Nacional de Estética, Literatura e Filosofia - ENELF, que terá lugar entre os dias 18 e 20 de setembro, na Universidade Federal do Ceará, em Fortaleza. O evento é uma realização do Grupo de Estudos em Estética, Literatura e Filosofia – GEELF, em parceria com o Departamento de Literatura da Universidade Federal do Ceará. O evento recebe importantes nomes da área como Marco Aurélio Werle (foto), Sandra Nitrini, Cid Ottoni Bylaardt, entre outros. Para maiores informações (inscrições e dúvidas) basta ir ao site do evento aqui.

>>> Brasil: Exposições sobre Graciliano Ramos marcam FLIP 2013

A programação da FLIP foi divulgada na quinta-feira, 23/05, como anunciamos antes. E uma série de atividades em torno do nome homenageado do evento este ano está sendo preparada. Uma delas é uma exposição sobre a vida e a obra de Graciliano Ramos. Fruto de uma viagem do repórter André Miranda e do fotógrafo Custódio Coimbra a Alagoas, terra natal de Graciliano, a mostra vai lembrar como os personagens e a paisagem árida do Nordeste foram integrados à literatura do autor de Vidas secas e São Bernardo, permanecendo ainda atuais. Essa exposição é ciceroneada pelo Jornal O Globo. Outra mostra que estará aberta na FLIP será centrada nos manuscritos de Graciliano, explorando o processo de revisão dos textos que se refletia no próprio projeto literário do escritor.

>>> Brasil: Festival Internacional de Poesia do Recife

Começou no dia 23 de maio e segue até o dia 26 a segunda edição do Festival Internacional de Poesia do Recife. Tendo como polo principal a Torre Malakoff e, ainda, ações descentralizadas nos mercados da Madalena e da Boa Vista, no IMIP e no Parque Dona Lindu, o evento visa estabelecer pontes entre diversas poéticas do mundo tendo como base o trabalho dos poetas pernambucanos através de debates, diálogos, performances, entre outras ações. Neste ano circulam por lá Abreu Praxe, de Angola, Mario Bojórquez, do México, Cecilia Eraso, da Argentina, e outros nomes como Angélica Freitas, Lourival Holanda, Estrela Leminski, Bruno Gaudêncio, entre outros. Para saber mais basta ir ao site do evento, aqui.

>>> Portugal: "Alma de côrno" – uma poema de Fernando Pessoa em primeira mão

Falamos por aqui dia desses sobre nova edição portuguesa da revista Granta que traria cinco sonetos inéditos de Fernando Pessoa. A revista chegou esta semana em Portugal e em matéria sobre, o jornal Folha de São Paulo apresenta um dos textos aí publicados: "Alma de côrno" (foto). Os sonetos aí publicados possivelmente são os últimos de Pessoa escritos em português que ainda estavam por ser descobertos – é o que afirma o especialista na obra do poeta, Jerónimo Pizarro. "Há 25 mil documentos do autor guardados na Biblioteca Nacional de Portugal, mas nossa pesquisa leva a crer que não há mais sonetos inéditos em português entre eles. Há, sim, sonetos em inglês, em francês...", diz. A edição portuguesa da Granta traz textos de Saul Bellow, Dulce Maria Cardoso, Valter Hugo Mãe, Rui Cardoso Martins, Orhan Pamuk e Valério Romão, entre outros. A publicação teve o seu pontapé inicial no Brasil. Foi em Paraty (RJ), durante a FLIP, que Bárbara Bulhosa, editora da Tinta da China, a que editou a revista em Portugal, conheceu o diretor da Granta britânica, John Freeman; na ocasião estava sendo publicada por aqui a edição brasileira com alguns dos nomes que farão a diferença no cenário literário.

..........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma pedra no caminho para a modernidade: o projeto drummondiano de humanizar o Brasil

Os melhores diários de escritores

A partir de quando alguém que escreve se converte num escritor?

Escritos nas margens

A relevância atual de Memórias do cárcere, de Graciliano Ramos

Cecília Meireles: transcendência, musicalidade e transparência

José Saramago e Jorge Amado. A arte da amizade

História da menina perdida, de Elena Ferrante

O túmulo de Oscar Wilde

Angela Carter, a primazia de subverter