Boletim Letras 360º #95

Ernest Hemingway, o ainda soldado. Cartas do escritor receberão tradução em português no Brasil. Mais detalhes ao longo deste Boletim.


Um boletim de intermédio: de um lado estão os últimos dias de 2014; do outro os primeiros dias de 2015. Que o novo ano que já estamos permita o mesmo empenho nosso em fazer da literatura tema de convívio entre as pessoas. A seguir, o que foi notícia durante a segunda semana de marcha lenta.

Segunda-feira, 29/12

>>> Brasil: 2015 o ano de Arthur Miller 

Em outubro chegamos aos 100 anos do escritor e dramaturgo estadunidense Arthur Miller. Logo em janeiro, a Companhia das Letras publica Eu não preciso mais de você, uma coletânea de contos de Miller editada em seu país natal em 1967. A tradução de José Rubens Siqueira deixa o leitor brasileiro próximo de clássicos como o título que dá nome a antologia e "Os desajustados" - que deu origem ao filme de John Huston, estrelado por Marilyn Monroe, Clark Gable e Montgomery Clift -, "Presença" e "Moça do lar, uma vida", contos que apresentam uma série de retratos de personagens extraordinários com a vida transformada pelo indizível.

Terça-feira, 30/12

>>> Brasil: A ficção de Patrick Mondiano em português

2014 encerra com a chegada das reedições de Uma rua de Roma, Ronda da noite e Dora Bruder (cf. divulgamos aqui); e 2015 começa com mais outros três títulos do Prêmio Nobel de Literatura de 2014: Remissão da pena, a sair já em janeiro, Flores da ruína, em fevereiro e Primavera de cão, em março. Não se poderá mais dizer que é Patrick um escritor desconhecido.

Quarta-feira, 31/12

>>> Brasil: A Holanda é aqui

Para 2015 será realizado por aqui "Café Amsterdã", evento organizado pela Fundação Holandesa de Letras e marcado para o período entre 26 de agosto e 5 de setembro entre Rio de Janeiro e São Paulo, espalhado em ambientes como Itaú Cultural, Livraria Cultura, Martins Fontes, da Vila e Travessa. Nove autores já estão confirmados. Entre eles estão Herman Koch, cujo volume O jantar foi editado pela Intrínseca, que agora prepara a tradução de Summerhouse with Swimming Pool, Arnon Grunberg (autor de Tirza a ser publicado pela Rádio Londres) e Edward van de Vendel (o autor de Um milhão de borboletas, título editado pela Cosac Naify).

Quinta-feira, 01/01

>>> Brasil: Uma edição com as cartas de Ernest Hemingway

O primeiro tomo de As cartas de Ernest Hemingway, organizado por Sandra Spanier e Robert W. Trogdon é um dos destaques do selo Martins Fontes em 2015. A edição inclui missivas de entre 1907 e 1922, ou de seus tempos de estudante à chegada em Paris.

Sexta-feira, 02/01

>>> Brasil: Agatha Christie para o teatro

A adaptação é de O caso dos dez negrinhos – que agora é chamada em livro de E não sobrou nenhum. O texto é considerado uma das mais famosas histórias de Agatha Christie. A peça estreia janeiro, pelo dia 09, nos palcos em São Paulo sob a direção geral de Rafael Mallagutti, no Teatro Brigadeiro. E não sobrou nenhum ganhou edição em 2014 pela Globo Livros e ganhará outra edição pela Coleção L&PM Pocket em meados de 2015.

>>> Brasil: Reedição de obra de Rubem Braga traz clássico há 18 anos fora de catálogo

Há algum tempo toda a obra do cronista brasileiro tem recebido nova roupagem. O título mais recente nesse processo é Crônicas da Guerra na Itália, considerado um relevo dos seus escritos; trata-se de uma reunião crônicas de Rubem Braga para o Diário Carioca durante a Segunda Guerra Mundial. O autor não registra apenas o horror dos campos de batalha, o desespero dos soldados e o nazi-fascismo, mas também a beleza dos lugares por onde passou, a primavera na Itália, as pessoas que conheceu, o sofrimento com a neve e o frio.


..........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+Instagram 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma pedra no caminho para a modernidade: o projeto drummondiano de humanizar o Brasil

Os melhores diários de escritores

A partir de quando alguém que escreve se converte num escritor?

Escritos nas margens

A relevância atual de Memórias do cárcere, de Graciliano Ramos

Cecília Meireles: transcendência, musicalidade e transparência

José Saramago e Jorge Amado. A arte da amizade

História da menina perdida, de Elena Ferrante

O túmulo de Oscar Wilde

Angela Carter, a primazia de subverter