Postagens

Mostrando postagens de Junho 30, 2016

O reino, de Emmanuel Carrère

Imagem
Por José Luís Autor de obras que seus editores denominam “romances de não ficção”, Emmanuel Carrère parece haver optado por escrever livros entre o jornalismo “íntimo” e a investigação sobre um “tema” geral ou particular. São obras escritas em primeira pessoa e cujo protagonista é o autor; ainda que as vezes não pareça, como é o caso de O adversário , crônica indagadora sobre o insólito assassino Jean-Claud Romand, e de Limonov , biografia de uma personagem cuja peripécia, tão exagerada como real, Carrère chega a se identificar com o protagonista como se tratasse de um romance sobre o autor. Para a presente narrativa, ele, nascido em Paris em 1957, que fez uma carreira como roteirista na França, mesclou dois elementos narrativos: um biográfico, seu período de fervoroso religioso e leitor do Evangelho de São João; e outro hagiográfico, as figuras do convertido Paulo e de seu discípulo Lucas. Se na primeira parte da obra contém a memória de três anos de fervor cris