Postagens

Mostrando postagens de Maio 22, 2018

O estilo Tom Wolfe

Imagem
Por Juan Tallón


A notícia da morte de Tom Wolfe no último dia 14 de maio me pegou na página 332 de Bloody Miami, do escritor. Não podia acreditar. Que tipo de causalidade será essa? “Aqui morreu o autor”, anotei numa margem do romance, que fechei durante várias horas. Depois me pus a pensar no estilo que embebia Bloody Miami, que era o que havia embebido Um homem por inteiro (1998) e antes A fogueira das vaidades (1987), e ainda antes suas célebres reportagens. Fui tão atrás que me encontrei com Tom Wolfe aos seis anos de idade, em sua casa de Richmond, onde havia nascido em 1930. Era aquele garoto que um dia viu seu pai trabalhando no escritório, pois tinha uma revista agrícola chamada The Southern Planter. Thomas Kennerly Wolfe era agrônomo e seu filho assumiu que também ele, no futuro, viria escrever. “Há uma grande vantagem em ter (erroneamente ou não) a impressão que tens uma vocação muito cedo porque a partir desse momento em diante começas a focar todas tuas energias em torno d…