Postagens

Mostrando postagens de Agosto 3, 2018

Libelo contra o maniqueísmo

Imagem
Por Rafael Kafka

Em O dragão da maldade contra o santo guerreiro, certamente localizado no panteão de obras maiores do diretor baiano Glauber Rocha, temos uma narrativa cujo foco são os temas da conversão e do engajamento. Não há espaço no enredo dessa obra para visões categoriais fechadas em um maniqueísmo que insiste em ver a humanidade como dois polos afastados um do outro sem ponto de contato. Na obra de Glauber, não há o modo de ser estanque, em-si, típico do cinema imperialista que insiste em separar mocinhos e vilões como personagens tipo que representam plenamente a condição humana. Em ensaios e entrevistas como os localizados em Revolução do Cinema Novo, temos a preocupação de uma poética política que visa ao cinema de autor como forma de representar o ser em todas as suas dimensões. Ao fazer isso, o cinema se torna uma arte extremamente pedagógica, pois fere os princípios de percepção estanques do cinema comercial, em especial o mais tradicional, de narrativas mais simples q…