Postagens

Mostrando postagens de Março 24, 2020

Isaac Asimov e Ray Bradbury: dois centenários

Imagem
Por Albero Chimal Isaac Asimov. Foto: Claudio Edinger / reprodução. Saímos da segunda década do século XXI e no ano se juntam dois importantes centenários: os dos escritores estadunidenses Isaac Asimov (1920-1992) e Ray Bradbury (1920-2012). Ambos são figuras opostas e complementares, da ficção científica ou narrativa especulativa – uma literatura muito mais influente do que parece na cultura de nossa época – e lê-las hoje também dá para pensar, de modo mais geral, sobre nossas atitudes em relação ao futuro, como manifestado nesta era de incerteza. O termo “ficção científica” (tradução literal de Science fiction , narrativa científica) é usado para falar de obras de qualquer período da história literária, mas, na realidade, não chega nem aos cem anos: foi cunhado e popularizado em 1926 por Hugo Gernsbacher (1884-1967), editor e escritor luxemburguês exilado nos Estados Unidos, na revista Amazing Stories , fundada por ele e ainda ativa até hoje. Amazing , e várias