Postagens

Mostrando postagens de Abril 2, 2020

Nadja, de André Breton

Imagem
Por Pedro Fernandes


Nadja parece que foi escrito em 1927. A probabilidade contraria a afirmativa recorrente na história literária que registra o ano seguinte como a data verdadeira da existência desse livro se justifica pela voz do próprio autor. Não é o caso de uma afirmativa sobre, mas algumas das notas acrescentadas ao texto primeiro trazem a data de 1962; além disso, ele diz no texto acrescido depois de concluir uma revisão do romanceque o retoque do material se dá trinta e cinco anos depois. Sim, a obra foi publicada em 1928; a versão revisada, em 1964. Um ano a mais ou a menos, a incongruência não será nem a primeira nem a única de uma obra literária. Mas, em se tratando da vanguarda a qual se filia, esse tratamento não deixa de fornecer algo de interessante. Suspensa a possibilidade autêntica do registro factual do seu aparecimento, o livro se apresenta, qual a história que relata,enquanto um objeto autônomo ou um acontecimento casual, uma irrupção aleatória na tessitura do temp…