Postagens

Mostrando postagens de Abril 28, 2020

Algumas palavras sobre Rómulo Gallegos

Imagem
Por Hector Rojas Herazo


Para muitos críticos ou escritores de ficção, aproximar-se, sem maiores dificuldades, da obra de Rómulo Gallegos. É fácil porque já se tornou um clássico das letras e porque quase todos os assuntos que o apaixonaram, e para os quais quis encontrar soluções adequadas, foram renovados. E se renovaram, precisamente, pela constância e a intensidade criadora de homens como o escritor venezuelano.
O romance latino-americano, depois de vencer a decisão reducionista de seus escritores fincados no seu próprio solo e de buscar se equiparar com outros sistemas expressivos, encontra-se em posse de recursos técnicos mais ambiciosos e imprevisíveis. Agora não é o solar – a terra como vastidão e indefinição, como assédio da natureza, como grandiosa e ardente questão de pátria – o que interessa ao romancista desta parte do mundo. Agora, o que lhe interessa é sua descoberta do que é um fantasma. Já não obseda ao romancista (mas de fato os envolve, os prendem, no contexto de su…