Postagens

Mostrando postagens de Outubro 6, 2020

José Lins do Rego: um drama das origens

Imagem
Por Davi Lopes Villaça


Apesar da extensão de sua obra, Zé Lins do Rego é romancista quase exclusivamente lembrado como o Criador do Ciclo da cana de açúcar, conjunto das suas cinco primeiras narrativas, que são aquelas mais diretamente ligadas às memórias de infância no engenho do avô e ao relato da decadência desse mundo que fora o de seus antepassados. Os romances que escreveu depois, por outro lado (com a exceção de Fogo morto, que a crítica tende a incluir Ciclo), foram muitas vezes considerados apenas à margem dos primeiros, espécie de leitura complementar àquela que seria a parcela mais significativa do trabalho do escritor. Essa predileção pelo Ciclo teria se dado por outros motivos que não apenas uma distinção qualitativa entre esses romances. 
Em primeiro lugar, destaca-se a maior comodidade que a crítica geralmente encontrou em trabalhar com um ciclo de narrativas, interligadas por tema e enredo, do que com um conjunto de narrativas isoladas, que é como os romances posteriores…