Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 17, 2021

Joan Margarit

Imagem
“Escrevo para consolar os solitários, que somos todos nós” Joan Margarit. Foto: Adrian Costa   Nascido em Sanaüja em 1938, Joan Margarit não é apenas considerado um dos poetas catalães mais lidos, é também o mais premiado: em 1985 recebeu o Prêmio Carles Riba, em 2008 o Prêmio Nacional de Literatura da Generalitat de Catalunha; no mesmo ano, recebeu o Prêmio Nacional de Poesia e o Prêmio Rosalía de Castro. Em 2013, foi premiado no México com o Prêmio Poetas do Mundo Latino junto com o poeta José Emilio Pacheco. Depois, vieram o Prêmio Pablo Neruda (2017), o Rainha Sofía de Poesia (2019) e o maior galardão das letras espanholas, o Prêmio Cervantes (2019).   Entre os falantes hispânicos não são poucos os que mesmo sem ter lido o poeta alguma vez terão repetido seus famosos versos “A liberdade é uma livraria. / Ir sem documentos. / As canções proibidas. / Uma forma de amor, a liberdade”. Pertencentes ao poema “Liberdade”, esses versos não só ilustram como Margarit é lido, mas como sua po