Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 26, 2021

Do imponderável em Haruki Murakami: algumas considerações sobre Crônica do pássaro de corda

Imagem
Por Paula Luersen Haruki Murakami. Foto: Richard Dumas   Começo por citar uma palavra que intermeia repetidas vezes o livro Crônica do pássaro de corda , demarcada sempre em itálico: algo . De início, algo que escapa ao leitor. Mas que, desconfio, seja o que o faça, ao mesmo tempo, altamente envolvido com a trama. Algo perturba. Embora as rotinas da vida sejam apresentadas na narrativa de maneira costumeira e até mesmo trivial, algo está em ação noutra ordem das coisas. Uma ordem bem menos aparente, por certo, mas que também habita o mundo e está em franco desenrolar. Trago aqui um exemplo de como essas perturbações são dadas a ver, em meio a um diálogo: “Sozinha na escuridão, senti que algo que havia dentro de mim passou a crescer. Tive a impressão de que esse algo cresceria cada vez mais dentro do meu corpo, até me partir, como a raiz de uma árvore que cresce demais até quebrar o vaso. O que não se manifestava dentro de mim durante a luz do dia começou a crescer em uma velocidade