Postagens

Mostrando postagens de Abril 1, 2021

Quéreas & Calírroe, de Cáriton de Afrodísias

Imagem
    Por Pedro Fernandes     Teu casamento acaba noivo conforme às preces ― Safo     A publicação de uma forma textual de designação incerta situada a partir do século I d. C. em grande parte na zona periférica da Grécia romana costuma ser tratada com o elo entre as primeiras formas antigas de narração e as que se seguiram até o aparecimento do romance. Este cânone é bastante limitado e os motivos disso são os mais variados; o lugar marginal de escrita e circulação dos textos é um deles e falamos também sobre objetos de certo apelo popular, contrapostos, portanto, às expressões da epopeia e da tragédia, dominantes desde o período arcaico e clássico.   Adriane da Silva Duarte, tradutora brasileira de Quéreas & Calírroe ,   em “Dez textos para conhecer o romance antigo” estabelece a possibilidade de agrupar os textos atribuídos ao lugar de gênese da forma romanesca em pelo menos três categorias: uma formada por narrativas de amor e aventura ou do amor ideal e circunscrita a textos es