Postagens

Mostrando postagens de Abril 5, 2021

Anotações sobre “Dois ensaios”, de Daniel Sada: um percurso da cultura brasileira recente

Imagem
  Por Marcelo Moraes Caetano Daniel Sada. Foto: Pascual Borzelli Iglesias   Parto de um diálogo com os Dois ensaios breves de Daniel Sada, publicados no Caderno de leituras n. 106, com seleção, tradução e notas de Gabriel Bueno da Costa. Os ensaios foram originariamente publicados com os títulos Assim escrevo , em 2010, e O conto e suas fórmulas , em 1998.   Para começar, nas “fórmulas” que Daniel Sada cita, vejo que há, hoje, também a fórmula “Syd Field”, que de certa forma Nelson Rodrigues e Rubem Fonseca já usavam instintivamente (talvez) em parte de suas obras.     Consiste em um acontecimento chocante, uma normalidade “estranha”, um incidente que leva gradativamente ou repentinamente ao impossível, a aproximação desse impossível, outro(s) incidente(s) que leva(m) a um impossível “mais” impossível, a vivência árdua desses impossíveis sobrepostos e... uma solução (im)possível, que pode ser o retorno à normalidade “estranha” ou à estranheza “normal”.    A trilogia de que mais gosto