Postagens

Mostrando postagens de Julho 6, 2012

Carlos Drummond de Andrade e a poesia de todos os tempos

Imagem
O livro Carlos Drummond de Andrade, dentre as dezenas livros de prosa e verso que publicou, que mais me diz de sua própria obra é o de poesia A rosa do povo . Mas, toda superioridade que dou a ele será vã se olharem para meu currículo de leitor e notar a presença de apenas esse livro como um dos lidos ponta a ponta por mim. Como todo mundo já deve ter feito – e está aí o caráter de liberdade da poesia – li já muitos esparsos. Agora, se em vida eu conseguir ler apenas A rosa do povo terei, com plena convicção, lido aquilo que de mais significativo produziu o poeta, afinal, todo escritor tem, em algum momento de sua vida literária, aquilo que comumente podemos chamar por epifania. O limite ou topo, para usar uma linguagem rasteira. Isso porque A rosa do povo assinala como o livro que atravessa a vida do poeta e o seu tempo e num só instante é capaz de, para o leitor, alargar-lhe os sentidos e as fronteiras da existência. (Clique na imagem para ampliar). Datiloscrito do poe