Postagens

Mostrando postagens de Setembro 1, 2021

Possessão: a odisseia dos dramas de casal

Imagem
Por Emilio de Gorgot Alguns filmes têm a rara qualidade de gerar uma experiência cinematográfica diferente de qualquer outro. Há muito de subjetivo nisso, é claro, e cada espectador é um mundo; no entanto, acho que há algumas que impressionam profundamente quase todos os amantes do cinema. Às vezes é uma impressão tardia. Costumo citar quando Woody Allen admitiu que 2001: Uma odisseia no espaço não o agradou da primeira vez que a viu, e que só mais tarde ele percebeu que estava olhando para uma obra-prima que simplesmente não havia entendido. Kubrick estava bem à frente do que o seu público — incluindo o próprio Allen — poderia compreender. Ainda assim, há algo mágico em não conhecer os meandros de um longa-metragem. Nem todos os filmes precisam ser fáceis ou divertidos; isto é algo que uma grande parte do público atual parece não interiorizar. Como espectador, é preciso ser humilde; nem sempre estamos preparados para assimilar um filme. Muitos espectadores desdenham o que não entende