Postagens

Mostrando postagens de Junho 8, 2022

A Palavra, de Carl Theodor Dreyer

Imagem
Por Solange Peirão Para quem assiste ao filme do dinamarquês Carl Theodor Dreyer, e tem alguma aproximação, seja por interesse intelectual ou por opção religiosa, com o Evangelho Segundo São João, lembra de imediato dos termos de abertura: “no princípio era o Verbo e o Verbo estava em Deus e o Verbo era Deus”.  Verbo ou Palavra, expressões que remetem, ao mesmo tempo, à potência criadora de Deus e à divindade de Cristo, o Verbo encarnado.   Particularmente, acredito que esse partido estava mais presente para o cineasta, ao intitular esse belo A Palavra , do que uma possível referência ao que é discursivo. À potência criadora do discurso, sim, mas na perspectiva teológica que o evangelista anuncia. Basta nos debruçarmos sobre o filme para confirmar essa suspeita.   Trata-se, aqui, de uma comunidade, em reflexão e questionamento ferrenhos sobre a doutrina cristã e a instituição que lhe dá suporte.   A família que centraliza a ação é a do fazendeiro, o velho patriarca Morten Borgen. Seus