Postagens

Mostrando postagens de Junho 8, 2011

2 poemas de Clarice Lispector por Benjamin Moser

Imagem
Ainda há muita coisa para se descobrir sobre Clarice Lispector. Numa entrevista do seu mais recente biógrafo Benjamin Moser, autor de Clarice, ele disse ter escrito algo em torno de duas mil páginas acerca da escritora brasileira, das quais, aproveitou pouco mais de seiscentas. Fato é que, revendo, desta ocasião, o blog da Cosac Naify, editora pela qual saiu a biografia em questão, encontro uma face de Clarice pouco conhecida do público e que Moser revela como sua face poética. Gostei tanto que tomei a liberdade de transcrevê-los para este espaço. (PF)

A mágoa,
Os telhados sujos a sobrevoar
Arrastas no vôo a asa partida
Acima da igreja as ondas do sino
Te rejeitam ofegante na areia
O abraço não podes mais suportar
Amor estreita asa doente
Sais gritando pelos ares em horror
Sangue escoa pelos chaminés.
Foge foge para o espanto da solidão
Pousa na rocha
Estende o ser ferido que em teu corpo se aninhou,
Tua asa mais inocente foi atingida
Mas a Cidade te fascina.
Insiste lúgubre em brancu…