Postagens

Mostrando postagens de Outubro 6, 2021

A prancheta concreto-marginal de Régis Bonvicino

Imagem
Por Wagner Silva Gomes Régis Bonvicino. Foto: Eduardo Anizelli   Esquema:4/3/3 Dinâmica de jogo:3532 / 532 / 423   esse jeito de meia-armador (cerebral distante)   é pra disfarçar a vontade de ser   goleador poeta centroavante   Em “Esse jeito”, poema do livro Régis hotel (1978), o poeta Régis Bonvicino demarca o ponto nevrálgico – e joga entre as linhas – assumindo a sua posição de “um dos principais nomes que compõem a geração de poetas que se assume herdeira e crítica da tradição da poesia concreta”, como destaca Jhenifer Thais em sua dissertação, intitulada Objetividade subjetivada: forma e comunicação na poesia de Régis Bonvicino . Analisando a metalinguagem, fazendo uma aproximação de estudos sobre o futebol de Pier Paolo Pasolini e Miguel Wisnik, percebe-se uma síntese entre um futebol concreto (visual, esquemático, cerebral – percebido no número de versos das estrofes que lembram a formação clássica do futebol, como bem destacou Wilbert Salgueiro em sua análise do poema – Rasc