Postagens

Mostrando postagens de Agosto 11, 2021

O Decálogo. A grande série de televisão escondida nos anos oitenta

Imagem
  Por Julio Tovar   O Decálogo é a única obra-prima que posso citar durante toda a minha vida. — Stanley Kubrick, citado em MARZIERSKA, E.; GODDARD, M. Polish Cinema in a Transnational Context . Nova York: Rochester Press, 2014, p.67. Pôster oficial de O Decálogo .   Uma criança que prevê o seu destino num cão tomado pelo frio, uma violinista grávida que arranca uma planta arrancando uma vida que se recusa a morrer, cartões de Natal como uma recordação arborescente da festa que não se é lembrada... Imagens enigmáticas, de um cineclube, impossíveis de assistir na hora do rush em qualquer estação europeia e que atingiu milhões de telespectadores na televisão polonesa. Dez capítulos construídos através do silêncio, do ritmo lento e que poderiam ser o pesadelo de qualquer programador de televisão hoje. Estranho oximoro, televisão artística e ensaística, que só poderia ter sido possível num país fora do grande capitalismo ocidental. Falamos, é claro, dos últimos anos da Polônia comunista