Postagens

Mostrando postagens de Agosto 17, 2022

“Os versos satânicos”, o livro que condenou Salman Rushdie à morte

Imagem
Por Fernando Díaz Quijano Salman Rushdie. Foto: David Levenson   Salman Rushdie se esquiva da morte há mais de 30 anos. Em 1988 publicou seu quarto romance, Os versos satânicos , e com ele despertou a ira furiosa dos muçulmanos mais fundamentalistas por seu conteúdo blasfemo, já que nele contava uma versão alternativa de uma passagem da vida de Maomé. É por isso que tudo leva a pensar que isso tenha mobilizado a pessoa que esfaqueou o escritor no dia 12 de agosto de 2022, em Nova York quando se preparava para uma conferência.   Em 14 de fevereiro de 1989, depois de protestos de mulçumanos em torno do livro, o aiatolá Khomeini, líder da revolução iraniana, emitiu uma fatwa (um decreto de fundamento religioso) condenando Salman Rushdie à morte. Nela, conclamava todos os muçulmanos do mundo à execução da ordem. Também oferecia uma recompensa de quase três milhões de dólares. Desde então, o escritor indiano-britânico precisou viver em reclusão, protegido por guarda-costas e carros blindad