Postagens

Mostrando postagens de Outubro 12, 2021

Stanisław Lem, o homem que fez o que pode

Imagem
Por Andrea Calamari Stanisław Lem. Foto: Aleksander Jałosiński   “Cago-me trabalhando como escritor com a mesma bravura de um peido.”   Isso é o que Stanisław Lem escreveu. Não com essas palavras, é claro, ele escreveu em polonês. O que mais me interessa em Lem é a figura de um escritor de vanguarda que fez toda a sua obra à margem da literatura mundial e por isso me parece um gesto de justiça poética abordá-lo através de uma biografia escrita por um polonês e em uma tradução feita também nas margens.   Quando escreveu essa linha em uma carta a um amigo, ele já era o escritor mais conhecido da República Popular da Polônia, Stálin já estava morto e estava perto a alguns anos dos cinquenta. Também os problemas financeiros de Lem, que o acompanharam desde o início da guerra. Agora pagam adiantado: tem três contratos assinados para três livros que ainda não começou a escrever e nem tem ideia. Quando os terminar e publicar, um deles será Solaris , a sua obra mais reconhecida e levada três