Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 1, 2022

O duplo, Fiódor Dostoiévski

Imagem
Por Marcelo Jungle Dostoiévski, 1876. Foto: N. Doss.    O duplo sempre enfrentou dificuldades em ser aceito na obra dostoiévskiana. Desde o seu lançamento (1846) sofreu a inevitável comparação com Gente pobre , o primeiro e aclamado romance de Fiódor Dostoiévski, lançado em janeiro do mesmo ano.   Coincidentemente, o livro trata exatamente disso, a necessidade e a impossibilidade de ser aceito do protagonista Yákov Pietróvitch Golyádkin, o que acaba por levá-lo à loucura. Interessante é que a narrativa não trata desse movimento em direção à insanidade, mas tem início quando esta já se revela definitivamente instalada. Desde o começo temos a nítida impressão de que o sujeito não bate bem da cabeça e isso vai se confirmando sem muita dificuldade já na primeira parte da novela. E talvez por isso a renitência em ser compreendida, ou talvez, aceita, pois a loucura vista por dentro não revela o ser humano em sua melhor versão. Normalmente os leitores se aborrecem com as repetições vocabular