Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 28, 2022

Desconservar o masculino: eis a questão (1)

Imagem
Diálogo com Seis balas num buraco só: a crise do masculino , de João Silvério Trevisan  Por Marcelo Moraes Caetano    “Um dia, vivi a ilusão de que ser homem bastaria”  (Gilberto Gil, “Super-homem”) Colagem: Loui Jover / Reprodução   Há muitas décadas o feminismo vem denunciando a sociedade patriarcal e machista em que vivemos. Os sofrimentos para as mulheres com esse modelo social são inumeráveis: violências físicas, mentais, psicológicas, feminicídios, assédios morais, sexuais, desvalorização, misoginia, discriminação. Este é um tema que vem a cada dia se tornando mais e mais evidente até aos conservadores aguerridos. Levá-lo adiante é essencial, e já se tornou há muito tempo uma questão de vida ou morte. Sem nenhuma dúvida, as mulheres, por todas as desrazões do mundo, são as que mais sofrem nas teias desse arranjo cultural que tanto as cerceia e tolhe. O lugar de fala das mulheres precisa ser cada vez mais respeitado. Ninguém melhor do que elas para falarem, em primeira pessoa, do