Postagens

Mostrando postagens de Outubro 8, 2021

Abdulrazak Gurnah, Prêmio Nobel de Literatura 2021

Imagem
    “O que quero dizer é que não conheço uma grande verdade que deseje ansiosamente divulgar, nem vivi uma experiência exemplar que ilumine as nossas condições e as nossas épocas.”   “Tenho tempo nas minhas mãos, estou nas mãos do tempo, por isso posso muito bem responder por mim próprio. Mais cedo ou mais tarde, temos de contar com isso.”   — De By the Sea , Abdulrazak Gurnah Abdulrazak Gurnah. Foto: Pako Mera.   Muitas coisas fizeram a decisão da Academia Sueca sobre o Prêmio Nobel de Literatura de 2021 marcar um retorno a certa linha tradicional que constitui a história do galardão — e justamente quando essa tradição soma 120 anos. A primeira coisa foi manter o anúncio anual depois de uma suspensão em 2018 quando uma série de escândalos obrigou a dissolução do comitê responsável; no ano seguinte, com o mundo inteiramente assolado pela pandemia do corona vírus, os cerimonias adquiriram o tom paliativo adotado por sociedades do mundo inteiro. Tudo isso, entretanto, forma parte, em g

Os escritores africanos com o Prêmio Nobel de Literatura antes de Abdulrazak Gurnah e suas principais obras publicadas no Brasil

Imagem
  De Abdulrazak Gurnah, soube-se muito tempo depois do anúncio do Prêmio Nobel de Literatura, que existia uma obra sua em língua portuguesa. A tradução de  By the Sea  (Junto ao mar), realizada por Fernando Dias Antunes e editada um ano depois da publicação deste romance, isto é, em 2003, pela Difel. Mas, se a lista de escritores africanos reconhecidos com o mais importante prêmio da Literatura é curta — cinco nomes em 120 anos de história do galardão —, a quantidade de livros desses autores acessível aos leitores brasileiros é generosa e significativa; cobre a mais longeva espera pela chegada por aqui da obra de Gurnah, além, é claro, de estabelecer contato com temas e questões caras ao universo criativo do escritor tanzaniano. Por isso, copiamos abaixo copiamos um breve perfil sobre os escritores africanos nobelizados e com a lista, alguns dos seus principais títulos disponíveis entre nós. Wole Soyinka   Até 1986, nenhum escritor africano havia recebido o Prêmio Nobel de Literatura.