Postagens

Mostrando postagens de Maio 2, 2019

Desaguadouro de redemunhos. Grande sertão: veredas

Imagem
Por Guilherme Mazzafera


A mudança de casa editorial da obra de João Guimarães Rosa ocorrida em 2018 trouxe um fato curioso: o desmembramento de seu único romance, pertencente agora ao catálogo da Companhia das Letras, do restante do corpus, cuja publicação sob a égide da Global teve início em março com a nova edição de Sagarana. Se as complicações mercantis acabam por reforçar a dimensão singular de Grande sertão: veredas em meio à obra não tão extensa do autor mineiro, há uma razão prática, jurídica, que permite tal segregação. Os direitos do romance pertencem exclusivamente à família de Aracy de Carvalho Guimarães Rosa, segunda esposa do escritor, fato atestado pela dedicatória presente na obra: “A Aracy, minha mulher, Ara, pertence este livro.” A presença da dedicatória era preocupação recorrente na correspondência de Rosa com seus editores estrangeiros, mostrando-se cioso de manter a homenagem em cada nova língua a que o monólogo de Riobaldo era transplantado. Como o trato entre a…