Concurso Uma página para Saramago



Até o dia 30 de novembro de 2010, o Caderno-revista 7faces está com chamada aberta para publicação de uma edição acadêmica cujo interesse está em refletir acerca da produção poética de José Saramago. Até o lançamento da ideia, estou preparando uma série de outros trabalhos comemorativos – virtuais e/ou físicos, para homenagear o escritor. Um desses trabalhos, além dessa edição especial da 7faces, é o minicurso Diagnósticos do presente em José Saramago, Chico Buarque e Jorge Reis-Sá, que será ofertado por ocasião do I Colóquio Nacional de Estudos Linguísticos e Literários, de 6 a 8 de outubro de 2010, no Campus Avançado Profa. Maria Elisa de Albuquerque Maia.

Hoje, ponho em órbita mais uma novidade. Trata-se de um concurso de textos Uma página para Saramago.

1. O concurso é aberto somente a leitores saramaguianos em língua portuguesa, que devem participar com textos sobre/para o escritor português. É gratuito; os interessados devem preencher ficha de inscrição, redigir um texto simples (prosa ou poesia) de no máximo duas páginas em formato A4, fonte Times New Roman, espaço simples, e remeter ao endereço eletrônico pedro.letras@yahoo.com.br, até o dia 18 de outubro de 2010. Cada participante deve se inscrever com apenas um texto.

2. Os textos participantes da ideia serão selecionados para uma publicação coletiva eletrônica. O melhor texto, entretanto, será convidado a publicação na edição especial do Caderno-revista 7faces e ganhará uma edição de livro de José Saramago a sua escolha.

RETIFICAÇÃO


2. Os textos participantes da ideia serão selecionados para uma publicação coletiva eletrônica. O melhor texto, entretanto, será convidado a publicação na edição especial do Caderno-revista 7faces e ganhará uma edição de livro de José Saramago a sua escolha. A edição deverá ser uma das entre publicadas no Brasil.


Para baixar este regulamento, clica aqui.
Para baixar ficha de inscrição, clica aqui.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os segredos da Senhora Wilde

Os mistérios de "Impressão, nascer do sol", de Claude Monet

Desaguadouro de redemunhos. Grande sertão: veredas

Andorinha, andorinha, de Manuel Bandeira

Numa catástrofe, quais livros salvaríamos de nossas bibliotecas pessoais?

Varlam Chalámov, contador de histórias

Por que Calvin e Haroldo é grande literatura: sobre a ontologia de um tigre de pelúcia ou encontrando o mundo todo em um quadrinho