Mensagem de Natal?

Bom, às vesperas da data que instituimos para comemorar o nascimento daquele que foi o grande e o mais mal interpretado filósofo, assim posso dizer, só resta desejar a todos os meus amigos tudo de bom; que não nos preocupemos com presentes materiais como muitos fazem nessa época de capital desenfreado... Desejo esse feliz natal não apenas aos amigos, mas também àqueles que sem nada o que fazer na net esbarram por aqui e acabam de uma forma ou de outra fazendo com que este blog aqui permaneça. Não entro em recesso... só fico um pouco mais lento nas postagens, mas paciência; as coisas estão mesmo corridas e, por mais que tentemos não aderir a esse desenfreado mundo que vivemos ainda assim ele nos arrasta.
Negrito

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carolina Maria de Jesus, a escritora que catava papel numa favela

20 + 1 livros de contos da literatura brasileira indispensáveis

José Saramago e As intermitências da morte

José Saramago e Jorge Amado. A arte da amizade

Cecília Meireles: transcendência, musicalidade e transparência

Sor Juana Inés de la Cruz, expoente literário e educativo do Século de Ouro espanhol

Visões de Joseph Conrad

Ensaios para a queda, de Fernanda Fatureto

A melhor maneira de conhecer o ser humano é viajar a Marte (com Ray Bradbury)

Os diários de Sylvia Plath