Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 19, 2013

Lorca entre marinheiros e máscaras

Imagem
Lorca com Pablo Neruda e outros amigos vestidos de marinheiro. Bueno Aires, 1934 Em seu livro  Lorca: The Drawings and Their Relation to the Poet’s Life and Work ,  Helen Oppenheimer analisa a figura do marinheiro em desenhos de Lorca e sua relação com sua escrita a título de verificar como na lide com a palavra o poeta traduz a natureza de sua identidade durante os anos de proximidade com Salvador Dalí. Na leitura, a autora ressalta o  caráter simbólico e útil da figura do marinheiro para a compreensão de jogo de representações identitárias. Oppenheimer lê o marinheiro como um símbolo de liberdade sexual, tanto no que se refere ao amor e à paixão quanto a liberdade criativa que em Lorca vê-se entrelaçada como uma forma de sua expressão sexual. Muitas vezes a palavra "amor" aparece nos desenhos com  marinheiros e eles podem servir para ilustrar essa associação vista pela pesquisadora. Há de se convir, entretanto, que o marinheiro não representa um amor possível, m