Postagens

Mostrando postagens de Maio 4, 2020

Duas separações: A arte de produzir efeito sem causa e Dias de abandono

Imagem
Por Joaquim Serra


As notícias são recebidas por seres de diferentes perspectivas. Coincidentemente, nas duas narrativas há uma Olga envolvida. A Olga de Ferrante em Dias de abandono é uma mulher que se refaz para viver os primeiros dias de aflição com todas as contas e filhos que agora pesam e forçam o cotidiano da mulher que foi trocada por outra. A Olga de Mutarelli em A arte de produzir efeito sem causa é a mãe já falecida do protagonista Júnior, mas que acaba por ser o centro de um drama familiar que é contado em segundo plano. Através do narrador em terceira pessoa, sabemos sobre a traição da mulher de Júnior e os primeiros dias após a separação que aparecem por meio das frases lacônicas e nas palavras repetidas que ao mesmo tempo repelem e encontram os personagens na narrativa vertiginosa de um dos grandes narradores da chamada “literatura underground”.
Mutarelli é um escritor visual, certamente fruto dos anos como quadrinista. Isso se insere na narrativa pelos trajetos tortuos…