Boletim Letras 360º #127

Cora Coralina na juventude. Filme conta a história da poeta descoberta por Carlos Drummond de Andrade.
Mais detalhes ao longo desta post.

Quem teve o privilégio de acompanhar o trânsito diário de postagens em nossa página no Facebook terá notado que esta semana, apesar de não-atípica esteve recheada de excelentes notícias; quem não, pode ler que excelentes notícias foram essas agora. Só gostaríamos de registrar, já que estamos falando de nossas publicações fora do blog, que esta rede ultrapassou o número de 19 mil amigos. Apesar da baixa interação entre os do grupo, alcançar essa quantidade de pessoas nos faz crer em duas coisas: um, a literatura não está de um todo morta; dois, nosso trabalho enquanto blog tem impacto significativo na vida desses leitores. Seria que até o final do ano alcançaríamos dobrar esse público? E as demais redes sociais? Se está passando por aqui e ainda não nos acompanha, não hesite em fazer parte desse país de letras. Há por toda parte possibilidades de ir parar numa de nossas redes e nos acompanhar. 

Segunda-feira, 10/08

>>> Brasil: Uma antologia para voltar ao romantismo clássico

Percy Bysshe Shelley (1792-1822) forma, ao lado de Lord Byron e John Keats, a tríade de grandes poetas do romantismo inglês, que tanta influência exerceu sobre a literatura brasileira. Apesar disso, a maior parte de sua obra permanecia sem tradução. Não mais. Algo foi feito a fim de ampliar o leque de obras do poeta disponíveis para o leitor brasileiro: é a mais extensa seleção de poemas de Shelley já publicada em língua portuguesa. Compõe o livro a primeira tradução poética do longo poema "Prometeu Desacorrentado", além de poemas representativos da breve carreira do poeta, como “Alastor”, “Ozimândias” e os dedicados a criticar Wordsworth e Coleridge. A tradução é de Adriano Scandolara e a edição da Autêntica Editora.

>>> Inglaterra: Texto inédito de J.R.R. Tolkien em livro é publicado

Apesar de desconhecido da maioria dos leitores do autor de Senhor dos anéis, o texto havia sido publicado pela primeira vez em 2010 num periódico dedicado aos estudos sobre Tolkien. Agora, The story of Kullervo (A história de Kullervo), que também é um dos primeiros trabalhos do autor (foi escrito em 1914) ganha edição em livro. O texto foi inspirado na história de um dos personagens do Kalevala, livro épico finlandês. Vendido como escravo, Kullervo jura vingança contra o mago Untamo, que matou seu pai e sequestrou sua mãe, além de ter tentado matar o herói três vezes quando este ainda era uma criança.

Terça-feira, 11/08

>>> Brasil: Descoberto 9 textos inéditos de José de Alencar. Os escritos de quando o escritor tinha uns 20 e poucos anos e são os seus primeiros contatos com a imprensa foram localizados, no mês passado, em meio a 11 milhões de páginas de jornais Hemeroteca Digital

Veiculados no Correio Mercantil de 1851 a 1855 e nunca editados em livro: o mais antigo é uma resenha sobre o livro de poemas "Dores e Flores", de Augusto Emílio Zaluar: saiu em duas partes, em 30/7 e 23/8/1851.Os outros oito textos são crônicas veiculadas de setembro de 1854 a julho de 1855 na secção "Ao Correr da Pena", sob a assinatura "Al." Elas ficaram de fora da primeira coletânea do livro de mesmo título da coluna organizada ainda com o escritor em vida em 1874 e todas as edições subsequentes. O material foi identificado por Wilton Marques, professor universitário, que há quatro meses localizou no mesmo jornal um poema desconhecido de Machado de Assis.

>>> Brasil: Nova edição de Contos da mamãe gansa ou histórias do tempo antigo

Depois da publicação de títulos como Contos completos, dos Irmãos Grimm e Fábulas completas, de Esopo (para citar dos títulos do gênero), a Cosac Naify anuncia a publicação da antologia do Charles Perrault. O livro reúne histórias como "Chapeuzinho vermelho", "Cinderela" e "O gato de botas", e tem projeto gráfico especial ilustrado pelo estúdio espanhol Milimbo.

>>> Estados Unidos: O livro de Erik Larson, O demônio na cidade branca, ganhará adaptação para o cinema pelas mãos de Martin Scorsese e com Leonardo DiCaprio no papel principal

Não é a primeira vez que o cineasta conduz a adaptação de uma obra literária. Quem não conhece A última tentação de Cristo (do romance de Níkos Kazantzákis) ou A época da inocência (do romance de Edith Wharton)? O que também não é novidade é a parceria com o ator Leonardo DiCaprio (O lobo de Wall Street, Gangues de Nova Iorque, O aviador, Os infiltrados e Ilha do medo); o livro de Erik Larson conta a história verídica do primeiro assassino em série conhecido nos Estados Unidos, H.H. Holmes. As mortes aconteceram durante a Exposição Mundial de Chicago, em 1893, mas o número de mortos não é exato – variando entre 27 e 200.

Quarta-feira, 12/08

>>> Inglaterra: Todas as mídias divulgadoras do tema "cultura" (e as não) martelaram a notícia sobre a descoberta de que William Shakespeare gostava de um baseado. É que encontraram resquícios de Canabis em cachimbos de barro de 400 anos recuperados no quintal da casa onde o bardo inglês teria vivido.

Os pesquisadores usaram o método de espectrometria de massa e em outros cachimbos encontrados em outros locais de Stratford-Upon-Avon em que o dramaturgo viveu também existia mais vestígios da erva. Foi essa notícia circular o mundo e o jornal britânico The Independent agora divulga de que existem pistas literárias que indicam que Shakespeare talvez fumasse Canabis, mas provavelmente evitava a cocaína. No seu "Soneto 76", ele escreveu sobre “invenção numa erva”, em que invenção pode ser interpretada como “criatividade”, o que pode ser visto como um reconhecimento do poder da Canabis na escrita criativa. No mesmo soneto existe ainda uma menção de “compostos estranhos” com os quais o escritor prefere não se associar, o que pode ser uma referência à cocaína.

>>> Inglaterra: O livro em cores mais antigo do mundo está online

A biblioteca da Universidade de Cambridge digitalizou e disponibilizou para download o primeiro livro impresso em cores conhecido. O Manual de caligrafia e pintura (Shi zhu zhai shu hua pu) foi produzido em 1633 pelo Estúdio Dez Bambus, o primeiro com o processo em xilogravura policromática inventado pelo chinês Hu Zhengyan. O manual de 320 páginas é dividido em oito categorias com textos e imagens: pássaros, ameixas, orquídeas, bambus, frutas, pedras, desenhos em tinta e miscelâneas. Você pode acessar aqui.

>>> Brasil: Conto de Jorge Luis Borges ganha adaptação para o cinema

Pelo cineasta brasileiro Julio Bressane. O texto é "O assassino desinteressado Bill Harrigan" (de História universal da infâmia), em que o escritor argentino relê o imaginário em torno de Billy the Kid, um fora-da-lei do velho oeste estadunidense. A peça cinematográfica "Garoto" tem estreia no Festival de Locarno, na Suíça.

Quinta-feira, 13/08

>>> Brasil: A nova edição da Revista de Estudos Saramaguianos apresenta texto do escritor português sobre o direito à heresia.

São dois volumes, um em língua portuguesa e outro em língua espanhola, para uma revista eletrônica sobre um dos maiores escritores da literatura contemporânea. Acontecimento que se firma como um dos mais inteligentes no âmbito dos estudos literários. O segundo número do periódico assinala duas ocasiões: a celebração dos 20 anos do romance Ensaio sobre a cegueira (publicado em novembro de 1995) e os acontecimentos protagonizados pela Fundação José Saramago sobre a redação de um documento a ser entregue às Nações Unidas e que foi defendido publicamente pelo escritor desde sempre, marcadamente durante a recepção do Prêmio Nobel de Literatura em 1998: uma Carta de Deveres Humanos. É deste último é que se apresenta o texto do próprio Saramago (de 1993) “Heresia, um direito humano”; "para os leitores de língua portuguesa é um texto inédito, visto que, até onde alcançamos pesquisar, não aparece em nenhum dos títulos já publicados e o encontramos numa versão em língua espanhola editada em 16 de fevereiro de 1994 do jornal El País da qual escrevemos a tradução em língua portuguesa", lembram os editores Pedro Fernandes e Miguel Koleff. A revista pode ser acessada diretamente (por texto ou por arquivo completo) aqui.

>>> Brasil: Uma nova reunião da poesia de Carlos Drummond de Andrade será publicada no final de agosto

O título sai no âmbito do extenso projeto de reedição da obra do poeta protagonizado pela Companhia das Letras. Foi em 1969 que Drummond publicou sua Reunião, um único volume que recolhia os dez livros que escrevera até então, incluindo Alguma poesia (1930), sua obra de estreia. Mais tarde foi acrescentando outros volumes, até 1983, quando trouxe a lume, já sob o nome Nova reunião, dezenove títulos de sua lírica. Depois da morte do poeta, os netos Luis Mauricio e Pedro Graña Drummond complementaram a obra com trechos de livros posteriores. O resultado, ideal para estudantes e amantes da sua poesia, é reeditado numa edição de 23 livros em um único volume.

Sexta-feira, 14/08

>>> Inglaterra: Descoberto ensaio inédito de T. S. Eliot, um texto em que Aldous Huxley é chamado de "o tipo de escritor que deve produzir trinta romances ruins antes de chegar a um bom".

O texto veio na edição do Times Literary Supplement do último dia 13 de agosto; trata-se de uma peça curta, mas incisiva da crítica literária escrita pelo poeta. O ensaio, intitulado "O romance contemporâneo", foi prometido a Edmund Wilson, do The New Republic, em 1926/27, mas o texto datilografado, confiado à mãe de Eliot, nunca chegou a ser enviado e permaneceu em sua coleção até agora. O texto será incluído na próxima edição da prosa completa do escritor (T.S. Eliot: a edição crítica; Volume Três - Literatura, Política, Opinião, 1927-1929). Ao contrário das descobertas literárias do gênero, este texto agora apresentado revela-se como algo acabado e muito bem elaborado. A análise que faz do romance inglês contemporâneo inclui nomes como o da amiga Virginia Woolf, a mais 'poupada' de críticas mais ácidas, e Huxley, D. H. Lawrence e Joseph Conrad. Você pode lê-lo (em inglês) em aqui.

>>> Inglaterra: Parte significativa do espólio de correspondências de Doris Lessing estará sob a guarda do British Archive for Contemporary Writing da universidade inglesa de East Anglia

Depois de parte da biblioteca da escritora ser doada a biblioteca de comunidades carentes na África do Sul, as correspondências começam a ganhar o espaço devido de 'hospedagem'. Para o British Archive foram 60 caixas de papéis que só estarão abertas para a consulta pública quando o biógrafo oficial da escritora, o historiador Peter French, concluir a sua pesquisa. As peças estarão ao lado de cartas de Nadine Gordimer [Nobel da Literatura em 1991], meia-dúzia de missivas de J. D. Salinger, do escritor alemão W. G. Sebald (1944-2001), do poeta inglês de ascendência húngara George Szirtes do escritor malaio Tash Aw, ou do ficcionista e ensaísta indiano Amith Chaudhuri.

>>> Brasil: Filme conta a vida de Cora Coralina

Cora Coralina – todas as vidas tem estreia neste sábado (15) na terra natal da poeta, durante o Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica). Trata-se de um documentário poético que mistura realidade e ficção sobre a autora de Vintém de cobre nascida Anna Lins dos Guimarães Peixoto Brêtas e que resgata os principais períodos de sua vida. O filme dirigido por Renato Barbieri conta, ainda, com Walderez de Barros e outras três atrizes que se revezam no papel de Cora.

>>> Brasil: Uma caixa com todos os contos de Liev Tolstói

São três tomos com textos escritos entre a década de 1850 e o início do século XX; textos que têm como pano de fundo uma época de intensa transformação da Rússia, marcada pelo início das relações capitalistas, pelas guerras imperialistas sobre o Cáucaso e pelo constante ideal de modernização, que também permeou a literatura. A tradução de Rubens Figueiredo chega pela Cosac Naify que já dispõe no catálogo de outras importantes obras do escritor russo. Completam a edição fotos de Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii, cientista e fotógrafo russo, pioneiro da fotografia em cores, e contemporâneo de Tolstói, de quem fez a imagem desta post.

.........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+InstagramFlipboard



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma pedra no caminho para a modernidade: o projeto drummondiano de humanizar o Brasil

Os melhores diários de escritores

A partir de quando alguém que escreve se converte num escritor?

Escritos nas margens

A relevância atual de Memórias do cárcere, de Graciliano Ramos

Cecília Meireles: transcendência, musicalidade e transparência

José Saramago e Jorge Amado. A arte da amizade

História da menina perdida, de Elena Ferrante

O túmulo de Oscar Wilde

Angela Carter, a primazia de subverter