100 anos de Jorge Amado

Numa data tão ansiada pelos leitores de Jorge Amado, data que vem sendo ensaiada desde agosto do ano passado e por uma quantidade muito grande de homenagens no Brasil e ao redor do mundo neste período, o 10 de agosto não poderia passar em branco, afinal estamos diante do primeiro centenário de um escritor que transformou a literatura brasileira. Pela passagem da data, deixamos aqui dois vídeos que poderíamos chamar de clássico: um, até disponibilizamos ontem na fan page do Letras, foi produzido na década de 1970 pelo escritor Fernando Sabino e sua produtora, a Bem-te-vi Filmes que gestou outros retratos videográficos de escritores como Manuel Bandeira, Pedro Nava, João Cabral de Melo Neto, Vinícius de Moraes e Carlos Drummond de Andrade. Intitulado por Na casa do Rio Vermelho o vídeo capta o escritor e sua intimidade em sua residência em Salvador.




O outro vídeo é a abertura do filme Tieta do Agreste, produzido em 1996 por Cacá Diegues. O filme teve abertura com Jorge Amado lendo o primeiro parágrafo do romance. 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

20 + 1 livros de contos da literatura brasileira indispensáveis

Carolina Maria de Jesus, a escritora que catava papel numa favela

José Saramago e As intermitências da morte

Visões de Joseph Conrad

Cecília Meireles: transcendência, musicalidade e transparência

Sor Juana Inés de la Cruz, expoente literário e educativo do Século de Ouro espanhol

Ensaios para a queda, de Fernanda Fatureto

A melhor maneira de conhecer o ser humano é viajar a Marte (com Ray Bradbury)

Não adianta morrer, de Francisco Maciel

Boletim Letras 360º #246