100 anos de Jorge Amado

Numa data tão ansiada pelos leitores de Jorge Amado, data que vem sendo ensaiada desde agosto do ano passado e por uma quantidade muito grande de homenagens no Brasil e ao redor do mundo neste período, o 10 de agosto não poderia passar em branco, afinal estamos diante do primeiro centenário de um escritor que transformou a literatura brasileira. Pela passagem da data, deixamos aqui dois vídeos que poderíamos chamar de clássico: um, até disponibilizamos ontem na fan page do Letras, foi produzido na década de 1970 pelo escritor Fernando Sabino e sua produtora, a Bem-te-vi Filmes que gestou outros retratos videográficos de escritores como Manuel Bandeira, Pedro Nava, João Cabral de Melo Neto, Vinícius de Moraes e Carlos Drummond de Andrade. Intitulado por Na casa do Rio Vermelho o vídeo capta o escritor e sua intimidade em sua residência em Salvador.




O outro vídeo é a abertura do filme Tieta do Agreste, produzido em 1996 por Cacá Diegues. O filme teve abertura com Jorge Amado lendo o primeiro parágrafo do romance. 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os segredos da Senhora Wilde

Os mistérios de "Impressão, nascer do sol", de Claude Monet

Andorinha, andorinha, de Manuel Bandeira

Desaguadouro de redemunhos. Grande sertão: veredas

Por que Calvin e Haroldo é grande literatura: sobre a ontologia de um tigre de pelúcia ou encontrando o mundo todo em um quadrinho

Boletim Letras 360º #323

Engagement, de Theodor W. Adorno*