Postagens

Mostrando postagens de Abril 6, 2018

Escrever romances

Imagem
Por James Salter




Os romances são mais longos que os contos e, em virtude dessa extensão, ou digamos amplitude, têm a oportunidade – e obrigado, mesmo – de ser mais complexos e possivelmente envolver mais personagens, chamá-las personas. A maioria dos romances são narrativas, ou seja, linhas em forma e fiéis à cronologia, movem-se para frente ou flutuam entre idas e vindas no tempo. A narrativa conta uma história e as histórias são a essência das coisas, o elemento fundamental. E. M. Forster, em Aspectos do romance, um ensaio inglês ligeiramente ultrapassado, fala da importância da contar uma história e as habilidades de uma de seus mais brilhantes artífices, a perspicaz filha do vizir, Sherazade.
E embora fosse uma grande novelista, requintada em suas descrições, prudente em seus julgamentos, engenhosa para narrar incidentes, avançada em sua moral, eloquente na caracterização das personagens e grande conhecedora de três capitais do Oriente, não recorreu a nenhum destes dotes para tent…