Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 12, 2019

O seminarista, de Bernardo Guimarães

Imagem
Por Pedro Fernandes

Toda vez que o nome de Bernardo Guimarães aparece para os leitores mais assíduos de literatura brasileira, ou mesmo para aqueles que guardem um mínimo conhecimento sobre os principais escritores e obras literárias do nosso cânone, será sempre associado ao romance A escrava Isaura. Essa associação não é, obviamente, gratuita. A história de uma escrava branca envolvida no sem-número de crueldades de um carrasco obcecado foi não apenas sucesso de vendas aquando de sua publicação como terá perdurado no nosso imaginário depois das adaptações para a TV como telenovelas: primeiramente pela Rede Globo, obra vendida para uma quantidade sem fim de países; e, mais tarde, por puro capricho de copiar sucessos, pela Rede Record. Mas, não é essa obra mais conhecida o melhor do escritor mineiro.
Antonio Candido, em Formação da Literatura Brasileira, caracteriza Bernardo Guimarães como um contador de casos, uma fusão de Álvares de Azevedo com Manuel Antônio de Almeida e um apaixona…