Postagens

Mostrando postagens de Abril 17, 2018

Introdução aos Poemas árticos

Imagem
Por René de Costa


Poemas árticos é o exemplo mais precoce de literatura vanguardista em língua espanhola e, porque contém poemas curtos, foi o volume mais acessível aos leitores pouco familiarizados com a nova estética. Seus poemas foram lidos e relidos, estudados e imitados por toda uma geração de jovens espanhóis dispostos a aceitar tudo o que era novidade. Os que não podiam comprar o livro copiavam a mão. Entre estes entusiastas, alguns, como Antonio Machado, se sentiram perturbados pelas imagens extravagantes de Huidobro, enquanto outros, como Gerardo Diego, viram nelas uma nova possibilidade para a poesia lírica (Cf. Antonio Machado, 1957). Juan Larrea, que foi um dos logo convertidos, recorda que, quando Gerardo Diego regressou de Madri em maio de 1919, “trazia escritos na mão três poemas de Vicente Huidobro, que acabava de copiar do livro Poemas árticos”. Para Larrea, estes poemas eram decisivos: “Impressionou-me a novidade de tal maneira que a partir desse dia comecei a me sent…