Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 19, 2014

Os caminhos de Isaías ou três voltas sobre o mesmo parafuso (Parte II)

Imagem
Por Alfredo Monte Postal com imagem da Ilha do Governador (detalhe) por volta do início de 1900.  “ ...  Isaías viverá uma experiência que, trazendo a nostalgia do mundo do desejo, dar-lhe-á força para cortar o laço demoníaco (tal libertação é provisória, a julgar pelas repetidas alusões ao coletor, seu chefe, no presente da narrativa, e com quem parece ter reproduzido dissimuladamente sua ligação com Loberant): Leda, a italiana, quer ir para um lugar “sem gente conhecida”, e o trio dirige-se à Ilha do Governador, onde começam a andar meio a esmo: “o doutor estava apreensivo, eu resignado e Leda contente, recordando talvez a sua infância de campônia”. 2. O espaço ...Sua experiência da multidão comportava os restos da iniquidade e dos milhares de encontrões que sofre o transeunte no tumulto de uma cidade e que só fazem manter tanto mais viva a sua autoconsciência... Walter Benjamin, Charles Baudelaire – Um lírico no auge do capitalismo Quando não há muita árvore e