Postagens

Mostrando postagens de Abril 15, 2019

A namorada de Federico García Lorca e outros amores

Imagem
Por Jesús Ruiz Mantilla


Com o tempo, o preto e branco das fotografias só deixa entrever a sombra de uma luz. A atraente magnitude de um olhar meio esquiva. Mas, essas imagens dão alguma dimensão de um verdadeiro mistério que tempos depois pode se esclarecer. Aqueles olhos que Federico García Lorca não queria contemplar (“... mas sem olhar para eles dão a morte / com o punhal azul de sua lembrança”, como deixou escrito em “Madrigal triste de olhos azuis”*) não correspondem a um mero tema poético, como muitos críticos acreditaram. Têm nome e dona.
Chamava-se María Luisa Natera Ladrón de Guevara. E trazia na face duas gotas de água-marinha pelas quais o poeta se envolveu apaixonadamente. Foi, segundo se reconheceu, um amor impossível da juventude. Ian Gibson revela no seu livro Lorca y el mundo gay, o que é, paradoxalmente, um dos segredos melhor guardados na biografia do poeta: a primeira namorada de Federico García Lorca.
Gibson sempre pensou que aqueles primeiros escritos não poderiam…