Postagens

Mostrando postagens de Novembro 9, 2020

Escritores suicidas frustrados

Imagem
Por Manuel Vicent  Hermann Hesse. Foto: Gret Widmann  A lista de escritores que preferiram tomar o caminho rápido para o outro mundo a continuar escrevendo é magnífica e praticamente interminável. Desde os clássicos Sócrates, Sêneca e Petrônio, passando pelos famosos Salgari, Jack London, Virginia Wolf, Stefan Zweig, Sylvia Plath, Cesare Pavese, Walter Benjamin, Hemingway, a lista não está concluída porque se trata de um ofício sempre à beira de um despenhadeiro precipício, que nada mais é do que o ego do escritor sempre prestes a cair. Mas houve dois grandes escritores que entraram para a grande história da literatura graças ao fato de que em sua juventude atormentada, apesar de terem tentado, não conseguiram se suicidar: Joseph Conrad e Hermann Hesse.   Na hora de embarcar, os marinheiros se dividem em dois ajuntamentos: alguns se tornam melancólicos porque deixam para trás mulher, filhos, amigos e prazeres sedentários; outros embarcam felizes por terem conseguido se livrar das dívid