Uma nova adaptação para "Os miseráveis", de Victor Hugo

Anne Hathawa viverá Fantine na nova adaptação de Os miseráveis para o cinema


O clássico de Victor Hugo já teve sua adaptação para o cinema em 1998 e uma série de adaptações desde que em 1909, quando teve sua primeira edição dirigida por J. Stuart Blackton. Agora, para finais de 2012, nos Estados Unidos e início de 2013, no Brasil, Os miseráveis volta às telas. O longa está sendo dirigido por Tom Hooper, o mesmo de O discurso do rei, e teve divulgado, por esses dias, o seu trailer. 

A apresentação do livro de Hugo fecha um ano de ouro para o cinema. Não apenas porque relembra a altura os 150 anos de um clássico, como pela leitura inovadora proposta, já que, diferente de um filme comum, a versão de que se apresenta agora é um musical com o repertório integral ao de 1985, quando foi montado na Broadway. Também em 2012, o romance Anna Kariênina, de Tólstoi, outro clássico da literatura universal, terá uma versão experimental para o cinema.

No repertório do longa, além de canções conhecidas como "I dreamed a dream" e "Do you hear the people sing?", de Claude-Michel Schönberg, Alain Boubil e Herbert Kretmer, novas canções de Schönberg. E, elenco de peso: Hugh Jackman interpreta o ex-presidiário Jean Valjean, Russel Crowe, o inspetor Javert, Anne Hathaway, Fantine e Amanda Seyfried, Cosete; além de atores que compuseram a versão original na Broadway.

Os miseráveis é ambientado na França do século XIX entre duas batalhas, a Batalha de Waterloo, em 1815, e os motins de junho de 1832. Compõe-se de cinco volumes que dão contas da vida de Jean Valjean, um condenado e preso por 19 dias por roubar um pão para alimentar a família. Posto em liberdade, mas mal visto socialmente é acolhido por um cardeal que dará a sua vida um outro rumo. Cada volume compõe-se de uma personagem que recompõe com certa precisão um retrato da miséria na época. 

Em 1995, a Cosac Naify publicou uma edição comemorativa pelo bicentenário do autor com tradução revista e adequada à leitura contemporânea por Frederico Ozanam Pessoa de Barros.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cortázar forasteiro

Dez poetas necessários da nova literatura brasileira

Os segredos da Senhora Wilde

Coral, de Sophia de Mello Breyner Andresen

Cortázar de A a Z

O que é a Literatura?, de Jean-Paul Sartre

Dez mulheres da literatura brasileira contemporânea