Postagens

Mostrando postagens de Outubro 7, 2020

A casa que William Blake construiu

Imagem
Por Javier Calvo


1. William Blake é o padrão sobre o qual construímos nosso conceito moderno de artista visionário. Seus traços são os traços de Blake. Seus passeios noturnos, seus encontros com fantasmas, suas mitologias da imaginação. Tudo vem de Blake. Fora do lugar. Incompreendido. À frente do seu tempo. Expressões que nosso imaginário associa ao artista visionário. “Pictor Ignotus”, como seu biógrafo vitoriano Alexander Gilchrist o chamou, embora Blake não fosse de forma alguma desconhecido em sua época. Pelo contrário: os testemunhos que Gilchrist recolhe transmitem antes a ideia de que na cena cultural londrina a sua excentricidade estava na boca de todos. De Gilchrist a Chesterton, as primeiras biografias de Blake lidam com a inevitável controvérsia da loucura artística de Lambeth. Os dois biógrafos recolhem testemunhos que afirmam a sua loucura, que a qualificam ou mesmo a questionam. Ambos concordam em atribuir a fama de louco de Blake a dois motivos. O primeiro pode ser conside…