Sorteio de um exemplar de "As raízes que invadiram a casa", de Vernaide Wanderley





Remorso de pecado é coisa fantástica, é danação, Anita. É a sensação de uma faca entrando em nós; às vezes, no lado direito das costas, bem no meio do rim direito; em outras, ela entra no peito ou rola ela nossa cintura, separando coração e sexo. É dor mais alegria ponteadas, indo bem fundo na alma e no corpo. Culpa por alguém que não socorremos ou por nós mesmos. Desejo, melancolia, desgosto, tudo sacolejando e entranhando na gente. E nãos sabemos mais para onde essa faca ferina se foi. Não tem nada de religião, mas também pode ter demais..., porque rezamos até o que inventamos ou tínhamos esquecido. É blasfêmia também...

Vernaide Wanderley, As raízes que invadiram a casa


Desde fevereiro quando estávamos no auge da promoção “Eu leio Leminski” que recebemos autografado pela Vernaide Wanderley seu último livro, o romance do qual foi retirado esse fragmento. Agora, achamos a oportunidade de fazer o sorteio seguindo o lance dos livros autografados iniciado com o livro de poesia de Fred Spada, “Arqueologias do Olhar”, do qual demos três exemplares aos nossos fan-amigos. Pois bem, para saber como participar, basta ler e seguir o regulamento abaixo e cruzar os dedos. É o “As raízes que invadiram a casa” (Editora Patuá) assinado pela autora. O sorteio será realizado tão logo a fan page do Letras chegue aos 3 mil seguidores através da ferramenta Sortei.me. A promoção só é válida apenas para fan-amigos do Brasil.


2. Compartilhar o post com a imagem do livro 3x no seu mural (a imagem está localizado no início da time line; não é necessário que esses compartilhamentos sejam feitos todos no mesmo dia – podem fazê-los esporadicamente até o fim da promoção). Atenção: só é válido o compartilhamento público a partir da time line da fan page do Letras até a data do sorteio.

3. Ir até a aba “Promoções” e clicar em “Quero participar”.

Dica: Quanto mais amigos os participantes chamarem para a fan page mais rápido será o sorteio. Por isso, vale tudo: por mensagem in box, no mural, por e-mail. TODOS SÃO MUITO BEM-VINDOS.

Leia crítica sobre o livro aqui.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Até que as pedras se tornem mais leves que a água, de António Lobo Antunes

Os segredos da Senhora Wilde

Aquela água toda, de João Anzanello Carrascoza

Wislawa Szymborska, a poeta do acaso

Torquato Neto, exercício de liberdade

Cinema de autor e despertar da consciência

Uma entrevista raríssima com Cora Coralina

Livros para o Dia do livro

A Embaixada

120 batimentos por minuto, de Robin Campillo