Postagens

Mostrando postagens de Junho 3, 2019

Ler sem saber

Imagem
Por Beatriz Sarlo


Não se pedirá explicações a quem disser que Em busca do tempo perdido, Madame Bovary ou Doutor Fausto são os livros que mais lhe impressionaram. Isso ratifica o que agora se chama cânone, isto é, a champions league da literatura. Com a mesma tranquilidade se aceita citar Jane Austen ao lado de Stendhal, ou Heine na mesma frase em que se diz Baudelaire. Exceto para os rebeldes que querem sacudir o estabelecido, esses nomes figuram na maioria das listas. Já não causam escândalo nos tribunais, nem existem fiscais que os persigam como os que perseguiram Flaubert, ou censores que queiram apagá-los como aconteceu com Lolita, de Nabokov. Só um provocador profissional lhe ocorreria dizer que, ao lado de O vermelho e o negro, pode se colocar um romance questionável de Lamartine; que Victor Hugo não é para tanto, se pensando quão bem escrevia Alfred de Vigny; ou que, finalmente, Eliot é bastante enfadonho se o comparamos com Neruda. Existem listas com as quais não se brinca, e…