Postagens

Mostrando postagens de Outubro 16, 2013

Vinicius de Moraes, crítico de cinema

Imagem
Por Afrânio Mendes Catani Orson Welles e Vinicius de Moraes. A incursão do poeta pelo cinema começou pela crítica e depois avançou na concepção de adaptações de seus trabalhos. “Meus amigos se chamavam Mário e Quincas, eram humildes, não sabiam  Com eles aprendi a rachar lenha e ir buscar conchas sonoras no mar fundo  Comigo eles aprenderam a conquistar as jovens praianas tímidas e risonhas.  Eu mostrava meus sonetos aos meus amigos – eles mostravam os grandes olhos abertos E gratos me traziam mangas maduras roubadas nos caminhos.  Um dia eu li Alexandre Dumas e esqueci os meus amigos. Depois recebi um saco de mangas. Toda a afeição da ausência…” Vinicius de Moraes, “Ilha do Governador Introdução Paulo Emílio Salles Gomes escrevia, em agosto de 1941, no terceiro número da revista Clima , que recebia “...com grande interesse a notícia de que Vinicius de Moraes ia fazer crítica de cinema no jornal A manhã , recentemente fundado no Rio, sob a di