Boletim Letras 360º #69


Fernando Pessoa em hebraico. Exposição em Israel amplia espaço de atuação da poesia do poeta.
Mais detalhes ao longo deste Boletim. Imagem patente no Museum  Of Israeli Art at Ramat Gan, em Tel-Aviv
para a exposição Ronny Someck Hall of Faeme (reprodução)

Falta pouco para findar o Mundial 2014 de Futebol. E no ritmo até o último dia, seguiremos por aqui com os textos para a seção especial Gol de Letra e uma promoção que dará cinco kits muito bacanas de livros aos leitores do blog que participarem direitinho cf. manda o figurino. Enquanto essas finalizações não chegam, porque ainda faltam mais que 15 dias para que tudo isso se realize, vamos a um fim que já chegou – o fim de semana. E, se é fim de semana, se é sábado, é dia de ler mais uma edição do Boletim Letras 360º com tudo o que circulou de notícia em nossa principal rede social, nossa página no Facebook.


Segunda-feira, 23/06

>>> Inglaterra: Em novembro publicam-se novos textos de P. L. Travers, a autora de Mary Poppins

Um deles é sobre a tia excêntrica que inspirou uma personagem de seu livro mais famoso. Produzido numa edição limitada e vindo a lume no Natal em 1941, o texto está sendo lançado ao público em geral pela primeira vez em novembro deste ano.  Travers imprimiu apenas 500 cópias de “Tia Sass” e presenteou à família e aos amigos. A edição com ampla tiragem a sair agora também incluirá duas outras histórias que tiveram tiragens limitadas e foram dadas pela autora como presentes: "Ah Wong", que ela escreveu em 1943, e "Johnny Delaney", em 1944. Cada edição original das histórias também teve a mesma tiragem de "Tia Sass" e foram usadas como presentes de Natal. No Brasil, recentemente a Cosac Naify publicou uma edição belíssima de Mary Poppins.

>>> Brasil: Cem anos de solidão em alta

Gabriel García Márquez parece que nunca terá, em vida, vendido tanto. Dois meses depois da morte do escritor, só no Brasil o romance Cem anos de solidão alcançou a venda de 15 mil exemplares, o que amplia para mais de 500 mil livros já vendidos. Com uma vendagem dessa natureza, a editora Record prepara um nova tiragem com 8 mil exemplares e edição repaginada.

>>> Brasil: Filme baseado na obra de Fernando Sabino teve estreia 

Primeiro em Belo Horizonte e depois ganhará outras salas Brasil afora. O Menino no Espelho tem direção do mineiro Guilherme Fiúza Zenha, e é uma adaptação do romance homônimo do escritor Fernando Sabino. O filme recria algumas molecagens ingênuas, como arrumar briga com o valentão da escola, pegar baratas para soltar na sala de aula ou ralar o joelho e não contar para os pais. Quem interpreta o jovem Fernando e seu reflexo no espelho, Odnanref, é Lino Facioli.


Terça-feira, 24/06

>>> Brasil: Nos planos de nova Nova Aguilar está a publicação da obra completa de nomes como Shakespeare e Fernando Pessoa 

De Pessoa pode-se dizer o que já se conhece até agora, porque os inéditos em prosa e poesia não param de chegar. Mas, é meta para a editora que quer se colocar como Pléyade brasileira, é que para 2015, além da obra completa de Machado de Assis sobre a qual comentamos aqui por esses dias, mais cinco volumes, totalizando nove: três com o teatro completo de Shakespeare e dois (poesia e prosa) de Fernando Pessoa; os outros quatro são com a obra completa de Machado de Assis. Uma ideia, que deve começar sair do papel em 2016, é que autores atualmente no catálogo da Editora Global tenham suas obras completas reunidas na Nova Aguilar. Não está fechado ainda, prevê-se nomes como Cora Coralina, Gilberto Freyre e Ignácio de Loyola Brandão que chega aos 80 anos no próximo ano.

>>> Brasil: Do outro lado do rio, entre árvores

Falamos por esses dias aqui sobre a chegada às livrarias de mais uma leva de títulos na já fabulosa reedição e repaginação da Bertrand Brasil para a obra de Ernest Hemingway. Na ocasião não mencionamos a chegada de um título que foi iniciado nos primeiros meses de 1949, quando Hemingway passava suas férias na Itália, em Cortina d’Ampezzo, continuado em Finca Vigia, sua fazenda perto de Havana, concluído e revisto em Veneza, nos primeiros meses do ano seguinte: Do outro lado do rio, entre as árvores. Nele, o autor, pela primeira vez, explora de forma sentimental o amor, a morte e o choque com o mundo em que vive.  Na época de seu lançamento, os críticos americanos e ingleses receberam com fortes reservas o novo livro do já então famoso Hemingway, embora ele próprio o considerasse uma dos melhores que já escrevera. O protagonista da história é o coronel Richard Cantwell, da Infantaria dos EUA, que aos cinquenta anos se vê dominado por um tédio existencial e regressa ao norte da Itália numa espécie de busca do tempo.


Quarta-feira, 25/06

>>> Brasil: O nanopoema de Arnaldo Antunes 

"Infinitozinho" foi tirado de um poema-escultura do compositor e artista plástico Arnaldo Antunes, e se tornou o primeiro nanopoema feito no Brasil. A versão original do "Infinitozinho" foi feita em 2003, especialmente para II Bienal do Mercosul, que ocorreu em Porto Alegre. Trata-se de uma escultura formada por uma sequência de letras recortadas em madeira e organizadas verticalmente, resultando numa obra de seis metros de altura. Sua transformação em nanopoema é mais um voo de Arnaldo, em parceria com os cientistas da Unicamp, na busca da reinvenção do uso de mídias não-usuais para realizar uma obra de arte. Agora, o "Infinitozinho" transformou-se num minúsculo elemento, quatro mil vezes mais fino do que um fio de cabelo. A referência é o nanômetro que mede um bilionésimo de metro. Traduzindo em miúdos, é como se fosse um grão de areia numa praia de mil quilômetros de extensão. Essa experiência tecnológica de ponta tinha mesmo de chegar à produção de Arnaldo Antunes. Há anos ele desenvolve uma intensa interação entre várias formas artísticas e os novos meios. (via Brasileiros)

>>> Brasil: Millôr definitivo

A L&PM Editores reedita A bíblia do caos em edição considerada definitiva com cerca de 5 mil frases escritas ou ditas por Millôr Fernandes em mais de meio século. A obra é um resumo do pensamento de um dos nomes mais considerados da cena artística nacional.


Quinta-feira, 26/06

>>> Espanha: Os mistérios de Ana María Matute

A escritora depositou em março de 2009 um livro no Arquivo de Letras do Instituto Miguel de Cervantes. O datiloscrito deverá permanecer inédito até o dia 26 de julho de 2029 - dia de aniversário de Ana María. Como manifestou a escritora durante este ato, o livro aí depositado é o livro que "sempre quis escrever"; encontra-se nele seus "demônios familiares" e também seus "anjos". A atitude da escritura sinaliza uma necessidade em permanecer viva na memória dos leitores. Para ela, ser escritora nem era profissão e nem vocação, "mas uma maneira de ser e estar que tem como finalidade ser partilhada". "Um livro e um escritor não existem se não tem que os leia" - disse. Ana María Matute ainda é inédita no Brasil. Uma das grandes romancistas de língua espanhola, ganhadora do Prêmio Miguel de Cervantes, ela morreu na última quarta-feira, 25/06, cf. notificamos os leitores no Twitter.

>>> Brasil: Remontagem de Ópera do malandro, de Chico Buarque

Já montada com ares de Broadway por Möeller e Botelho, a peça ganhará os palcos novamente sob o olhar do diretor João Falcão. A base do elenco é uma evolução da linguagem de Gonzagão — A lenda: um ator pode representar vários papéis, em uma linguagem mais voltada para o teatro popular. 


>>> Brasil: O teatro completo de Oscar Wilde 

As nove peças teatrais produzidas durante o período mais criativo e intenso da vida do escritor irlandês estão reunidas em Teatro completo - Oscar Wilde. Os dois volumes compõem um box com mais de 700 páginas. As edições são bilíngues e a tradução para o português feita por Doris Goettems. Aí estão textos como "Vera, ou os niilistas", "A duquesa de Pádua", "O leque de Lady Windermere" e a "Importância de ser constante" (no primeiro volume) e "Salomé", "Uma mulher sem importância", "O marido ideal", "Uma tragédia florentina" e "A santa cortesã" (no segundo volume); mais outras produções do escritor.


Sexta-feira, 27/06

>>> Inglaterra: Os retratos de Virginia Woolf

Mais de 100 retratos da escritora Virginia Woolf estão reunidos numa exposição na National Portrait Gallery, em Londres. Virginia Woolf – Art, life and vision tem curadoria da biógrafa e historiadora de arte Frances Spalding. Os retratos incluídos na exposição vão de fotos a pinturas de Woolf sozinha ou acompanhada de seus contemporâneos do Bloomsbury Group, bem como imagens íntimas com amigos e familiares, além de trabalhos de Leonard Woolf, com quem a escritora esteve casada desde 1912 e juntos fundaram a editora Hogarth Press responsável pela publicação da obra dela e de amigos como T. S. Eliot. Agrega a exposição uma carta que Virginia Woolf escreveu para a irmã, Vanessa Bell, pouco antes de seu suicídio em 1941. No Tumblr do Letras preparamos duas galerias com retratos de Virginia Woolf: na primeira, vê-se pinturas, algumas feitas pela irmã e que estão na exposição em questão; na segunda, vê-se um conjunto de fotografias coloridas produzidas por Gisèle Freund.

>>> Israel: Fernando Pessoa em hebraico

Esta imagem que ilustra este post está entre as 76 que compõem, no Museum of Israeli Art at Ramat Gan, em Tel-Aviv, a exposição Ronny Someck Hall of Fame; a coleção reúne retratos de escritores de todo o mundo que mais influenciaram o poeta Ronny Someck. Fernando Pessoa, portanto, está entre eles e é um dos homenageados. O interesse por Fernando Pessoa em Israel (onde já há pelo menos oito edições pessoanas) é cada vez maior. Em vários cursos superiores de Literatura em universidades de Israel, Fernando Pessoa faz parte dos programas de ensino.

>>> Portugal: Os 800 anos da Língua Portuguesa

A língua mais falada do hemisfério sul e a quarta mais falada em todo o mundo completa hoje oito séculos. Mas porquê 27 de Junho? É que há precisamente 800 anos, no dia 27 de Junho de 1214, era assinado em Coimbra o Testamento do rei D. Afonso II - considerado o mais antigo documento oficial escrito em português. Em Portugal foi publicado um manifesto assinadopor diversos nomes das Letras, como António Lobo Antunes, Pepetela, Agualusa...


 ..........................
Sigam o Letras no FacebookTwitterTumblrGoogle+Instagram



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma pedra no caminho para a modernidade: o projeto drummondiano de humanizar o Brasil

Os melhores diários de escritores

A partir de quando alguém que escreve se converte num escritor?

Escritos nas margens

A relevância atual de Memórias do cárcere, de Graciliano Ramos

Angela Carter, a primazia de subverter

O túmulo de Oscar Wilde

História da menina perdida, de Elena Ferrante

José Saramago e Jorge Amado. A arte da amizade

Ivan Búnin