Dez breves poemas de Adonis em “Tocar a Luz”

Por Pedro Belo Clara

 
Adonis. Foto: Inma Flores


 
 
I.
 
Hoje o céu escreveu o seu poema
com tinta branca
Chamou-lhe neve
 
 
II.
 
O teu sonho rejuvenesce enquanto tu envelheces
O sonho cresce ao andar
em direcção à infância
 
 
III.
 
Para chegar à luz
tens de te apoiar na tua sombra
 
 
IV.
 
Palavras – asas para pássaros que tomam
                os sonhos como ninhos
 
 
V.
 
Poesia – que não ataca nem resiste
                rosa sem defesa de que o perfume
                é a única arma
 
 
VI.
 
No rosto do horizonte
correm as lágrimas do tempo
Deixa que a tua poesia
as transforme em estrelas
 
 
VII.
 
Os nossos corpos não conhecem o adeus
Encontro é o nome
de cada uma das nossas células
 
 
IX.
 
Oh os nossos corpos – oásis neste deserto
a que chamam alma
 
 
X.
 
O corpo é um outro Deus
Só se dá a ver
através de um véu
 

Ligações a esta post:
>>> Em julho de 2021, nove poemas de Adonis e nota biográfica sobre o poeta sírio
 
 
 * Tradução de Nuno Júdice em O Arco-Íris do Instante (D. Quixote, outubro de 2016).
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Boletim Letras 360º #572

Boletim Letras 360º #567

A bíblia, Péter Nádas

Boletim Letras 360º #570

A criação do mundo segundo os maias

Boletim Letras 360º #571