Postagens

Mostrando postagens de Outubro 21, 2016

O quinze, de Rachel de Queiroz

Imagem
Por Rafael Kafka A jovem Rachel de Queiroz quando do período em que escrevia O quinze.  Arquivo do Museu Histórico de Quixadá. O quinze é longe de ser um romance grandioso se o compararmos com outras obras do regionalismo modernista brasileiro, como Vidas secas , ou mesmo obras da própria autora, Rachel de Queiroz, em momentos mais tardios de sua carreira, como Memorial de Maria Moura . Todavia há nele alguns elementos do ponto de vista formal e conteudístico os quais devem ser levados em conta no presente texto. A começar pela temática da seca sendo abordada por uma jovem de apenas 20 anos de idade na ocasião utilizando-se de memórias da grande seca que assolou o nordeste brasileiro em 1915 – ano que dá nome ao romance de estreia de Rachel, que pelo volume poderíamos facilmente dar o rótulo de novela, mas é mesmo um romance por em suas poucas páginas se utilizar de diversos focos narrativos. Devido ao fato de ser um romance estreante em fase tão juvenil, percebemos nel